Presidente do Vitória explica demissão de diretor e descarta ex-Flamengo

Foto: Maurícia da Matta

O presidente do Esporte Clube Vitória, Ricardo David, concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira para anunciar, esclarecer e explicar alguns assuntos importantes. Entre eles, a punição dada ao atacante Denílson por ter se recusado a viajar com a delegação para São Luís do Maranhão. Veja aqui.

Ricardo David também explicou a demissão do diretor de futebol Erasmo Damiani, que geria o departamento de futebol do clube há 5 meses, e afirmou que quando contratou o dirigente sabia da pouca experiência dele no futebol profissional. O mandatário também destacou a possibilidade de contratar o ex-gestor do Flamengo, Rodrigo Caetano, que está livre no mercado e chegou a fazer uma visita ao clube baiano dias atrás. Ele foi ventilado como reforço do Leão.

“Faltou ferramentas para que ele exercesse com maior desenvoltura. Não é fácil entrar sem dinheiro. Tivemos enormes dificuldades. A partir de março, essa dificuldade foi menor. Sabíamos da pouca experiência dele no futebol profissional […] Futebol é resultado. Faremos todas as modificações necessárias quando entendermos que é necessário. Reconheço e agradeço ao Damiani, que foi parceiro da gente. […] Estivemos conversando e o Rodrigo não vem por questões pessoais (…) Ele passou um dia inteiro aqui no Vitória e gostou do que viu. Ele entende que não é o momento de vir para o Vitória. Brinquei e disse que espero que esse dia chegue logo”, finalizou.

Multado! Presidente do Vitória revela punição dada ao atacante Denílson

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*