Cheguei na Seleção com peso, representando o Bahia – diz Júnior Brumado

O torcedor do Bahia teve de aguentar nos últimos jogos o atacante Kayke, que voltou após um mês parado e entrou no decorrer do segundo tempo contra Botafogo-PB, Vasco e São Paulo, e fez o que ele sabe de melhor: NADA. Aliás, pior que isso, perdeu gols incríveis nas três partidas, mas o cúmulo nesse retorno aconteceu no domingo quando perdeu a chance de matar o jogo e viu o São Paulo empatar no apagar das luzes.

Mas esse sofrimento chegou ao fim. Não, Kayke não vai embora do Bahia. Porém, o jovem Júnior Brumado, de 18 anos, e com aproveitamento muito superior ao concorrente, retornou da Seleção Brasileira Sub-20 e deve ser relacionado por Guto Ferreira (é o que esperamos) para o duelo contra o Palmeiras, sábado, no Allianz Parque, onde o tricolor não perde há 17 anos.

Nesta terça-feira, Brumado concedeu entrevista coletiva na sala de imprensa do Fazendão, onde falou sobre o período de treinamentos no CT do Corinthians e o orgulho de representar o Bahia na Seleção de Base. Ele destacou o trabalho feito no clube baiano e a moral recebida da comissão técnica que tem Carlos Amadeu como treinador.

“Foi excelente. Conhecer pessoas novas e estar naquele bolo. Tem 45 atletas hoje que eles estão olhando. Neste ano, vão ter mais quatro ou cinco. Tem Sul-Americana ano que vem. Estão puxando jogadores que atuam mais no profissional, que têm potencial para jogar pela Seleção. Fiquei uma semana lá no CT do Corinthians. Foi uma experiência muito importante. Cheguei lá com bastante respeito, de poder estar no profissional e poder chegar lá com peso, representando o Bahia. Para mim foi muito importante, por conhecer pessoas novas, treinador, que é o Amadeu, me deu bastante moral, a comissão técnica também. Espero estar de novo em junho […] Isso é fruto de trabalho. Não adianta pensar que está bom. Para mim, isso nunca está bom. Só quero trabalhar mais e mais e dar alegria à torcida, porque quanto mais você trabalha, mais as coisas acontecem. Não adianta querer ficar pensando nisso. O Santos passou, o Juazeirense passou, os times passaram. Quero mais neste ano”, falou.

Ouça a entrevista completa abaixo:


‘Esquecido’ por Guto, volante recebe propostas e deve deixar o Bahia

Deixe seu comentário