Saídas x Chegadas: O Bahia saiu ganhando ou perdendo com as trocas?

Os titulares que deixaram o Bahia, todos já tem seus substitutos para 2018

Texto: Fellipe Costa

Com SEIS contratações já anunciadas (Nino, João Pedro, Léo Pelé, Elton, Nílton e Élber) e DUAS próximas de serem oficializas (Douglas e Mena), o Esporte Clube Bahia vai se aproximando do fechamento do ciclo de reforços para o primeiro semestre de 2018. Talvez chegue ainda mais um meia ou um atacante, porém, o elenco já vai ganhando corpo e mostrando sua cara para a nova temporada em que irá disputar CINCO Campeonatos: Baianão, Nordestão, Brasileirão, Copa do Brasil e Sul-Americana. Para não fazer feio, é precisar ter não apenas um time competitivo, mas BOAS peças de reposição e isso a diretoria tem feito de forma ágil e precisa.

Dos OITO reforços contratados, CINCO chegam com status de titular, casos de DouglasNino Paraíba (disputa será acirrada com João Pedro), Eugenio Mena, Nílton e Élber. Reforços pontuais para para suprir as saídas dos antigos titulares. Elton e Léo Pelé podem até surpreender, mas inicialmente se apresentam para compor elenco, na minha opinião. Considerando os que saíram e os que chegaram, o Bahia ganhou, perdeu, ou nem ganhou nem perdeu? Da equipe titular, deixaram o Fazendão: O goleiro Jean, o lateral-direito Eduardo, o lateral-esquerdo Juninho Capixaba, o volante Renê Júnior e o meia-atacante Mendoza, além de Allione que oscilou entre titular e reserva durante o ano. TODOS já têm seus substitutos. Vejamos.

Vamos à comparação por posição (somente titulares):

SAIU X CHEGOU

Jean x Douglas

Eduardo x Nino Paraíba (João Pedro) 

Juninho Capixaba x Eugenio Mena

Renê Júnior x Nílton

Mendoza x Élber

Analisando as trocas, o Bahia saiu ganhando, na minha opinião. Douglas tem mais bagagem que Jean e fez uma ótima Série A em 2017, além do mais, não tem como afirmar com precisão que Jeanzinho manteria o nível de atuações se fosse mantido, principalmente com a cabeça bem longe. Lateral-direito, não preciso nem comentar, né? Tanto Nino quanto João Pedro são infinitamente superiores à Eduardo. Na lateral-esquerda, a saída de Juninho também era inevitável, impossível manter um atleta contra sua vontade, e para seu lugar chega um mais experiente, polivalente, de Seleção, Eugenio Mena.

Já a “volância” prefiro aguardar. Renê Júnior fez um BAITA ano de 2017, destaque do Bahia na Série A ao lado de Zé Rafael. Além de bom marcador, mostrou qualidade para chegar ao ataque, marcou belos gols, definitivamente o jogador mais regular do time ano passado. Então, sua saída foi uma enorme perda. Nílton, conhecemos, é um bom jogador, porém, não sabemos qual Nílton chega ao Bahia. O do Cruzeiro, do Inter ou do Japão? Mas suas qualidades são inegáveis. Muita força física, bom no jogo aéreo e chutes fortes de longa distância.

Por fim, outra comparação que não perderei meu tempo. Mendoza é até esforçado, boa pessoa, mas não amarra as chuteiras de Élber. O único problema do novo reforço é o lado físico. Se conseguir evitar as lesões, será muito importante em 2018. Rápido, arisco e sabe carregar a bola. Se bem fisicamente, será muito útil para o setor de ataque.

 Elenco do Bahia até agora para 2018:

Goleiros – Douglas, Anderson e Rafael Santos
Laterais – João Pedro, Nino Paraíba, Léo e Mena
Zagueiros – Lucas Fonseca, Tiago, Everson, Rodrigo Becão e Jackson
Volantes – Edson, Elton, Juninho, Nilton e Feijão
Meias-atacantes – Régis, Vinícius, Élber e Zé Rafael
Atacantes – Hernane, Júnior Brumado, Edigar Junio

VEJA O BAHIA VERSÃO 2018!

ESSE É O MEU TIME DO BAHIA PARA 2018. QUAL É O SEU?