Vitória tenta os retornos dos atacantes Samuel e Elkeson, diz repórter

Os atacantes Samuel, de 22 anos, e Elkeson, de 33 anos, estão na mira do Leão.

O Esporte Clube Vitória já tem cinco reforços encaminhados para a temporada 2023. São seles: o zagueiro Camutanga, o lateral-esquerdo João Lucas, o lateral-direito Railan, e meia Diego Torres, e os atacantes Nicolás Dibble e Osvaldo. Em entrevista recente, o presidente Fábio Mota garantiu que vai montar um time competitivo para buscar o acesso à Série A, e para isso, busca também os retornos de velhos conhecidos que foram revelados nas divisões de base do clube. Os atacantes Samuel, de 22 anos, e Elkeson, de 33 anos. O primeiro está atuando no Oita Trinita, do Japão, enquanto o segundo voltou do futebol chinês ano passado para atuar no Grêmio. A informação foi divulgada por Reinaldo Oliveira, Repórter Setorista do Vitória pela Rádio Transamérica.

 

Natural de Duque de Caxias (RJ), Samuel Wanderlei da Silva é cria das divisões de base do Esporte Clube Vitória. Em 2020, após se destacar pelo time sub-20 no Brasileiro da categoria, marcando 7 gols em 16 jogos, foi promovido ao elenco principal, atuando cinco jogos pelo Brasileiro da Série B e anotando um gol. Em 2021, se firmou como titular, mas no segundo turno da Série B perdeu espaço e acabou afastado por conta de problemas físicos. Foram 46 jogos disputados em 2021, com 9 gols marcados e 1 assistência. Foi vendido em fevereiro de 2022 ao Oita Trinita por 500 mil dólares, cerca de R$ 2,8 milhões na cotação atual, por 51% dos direitos econômicos. No futebol japonês, disputou 26 jogos e marcou 7 gols.

Natural de Coelho Neto, no Maranhão, Elkeson de Oliveira Cardozo foi revelado pelo Esporte Clube Vitória, onde jogou de 2009 até 2011 e marcou 18 gols em 99 jogos, sendo bicampeão baiano (2009 e 2010) e campeão do Nordestão (2010). Em 2011, foi negociado com o Botafogo, onde também se destacou em duas temporadas, com 92 jogos e 26 gols marcados. Em 2013, foi negociado com o Guangzhou Evergrande, da China, e teve sua carreira consolidada no futebol chinês, passando também pelo Shanghai SIPG.

Elkeson conquistou marcas importantes no país, se tornando o maior artilheiro da história do Campeonato Chinês e se naturalizando chinês, sendo convocado para Seleção da China, e ganhando um novo nome, de origem chinesa (Ai Kesen). De volta ao futebol brasileiro em 2022, Elkeson acertou com o Grêmio, onde disputou 24 jogos e marcou 5 gols, mas não conseguiu se firmar como titular.

Autor(a)

Fellipe Costa

Administrador e colunista do site Futebol Bahiano. Contato: futebolbahiano2007@gmail.com

Deixe seu comentário