Ednaldo Rodrigues aponta falta de planejamento na elaboração do VAR

Gestor da CBF acredita que o treinamento de como utilizar o instrumento modificará a realidade da arbitragem brasileira

Foto: Thais Magalhães/CBF

Alvo de críticas constantes dos clubes brasileiros, a arbitragem conquistou, nos últimos tempos, a adesão do árbitro de vídeo (VAR). A ferramenta foi implementada com a função de ajudar os juízes e assistentes de campo a minimizar os erros dentro das quatro linhas. Para mudar o atual panorama, o presidente Ednaldo Rodrigues, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), acredita que o treinamento intensificado pode ajudar na melhora do uso da tecnologia.

 

“O problema da arbitragem é em todo mundo. Aqui mais, porque eu acredito que – não querendo colocar culpa em ninguém -, quem colocou antes não fez um planejamento melhor da situação do treinamento, principalmente dos árbitros que operam VAR. Quiseram fazer de uma forma rápida, mas não deram uma condição melhor”, comentou o gestor em entrevista ao Estadão.

“É exatamente isso que o Seneme está procurando fazer, e dando a mão à palmatória. Ele assumiu dia 7 de abril, e a competição (Brasileirão) começava dois dias depois. Ele não teve tempo de fazer uma pré-temporada, uma intertemporada, coisa que ele já tem feito dentro da própria competição. Tem melhorado muito, mas a gente ainda não está na perfeição, não é o que a gente espera. Mas não é falta de trabalho. Da mesma forma que o Tite faz na seleção, que treina bem e procura orientar melhor os seus atletas, mas às vezes não sai da forma que ele quer, é a mesma coisa o Seneme na Comissão de Arbitragem. Ele é uma pessoa séria, que melhorou muito a arbitragem sul-americana quando foi para a Conmebol. É tão competente que ainda faz parte da Comissão de Arbitragem da Fifa. Sempre vai haver discussão sobre arbitragem, mas tenho certeza que vão diminuir muito os equívocos”, acrescentou.

Ednaldo Rodrigues está no comando da entidade máxima do futebol brasileiro desde março deste ano. Anteriormente, ele geriu a Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues foi eleito presidente da CBF em março deste ano. O pleito foi vencido por ele no dia 23 daquele mês com apoio de várias agremiações e federações.

Deixe seu comentário

Autor(a)

23/09/2022 às 15h30

Pedro Moraes

Jornalista, formado pela Universidade Salvador (Unifacs). Possui passagens em vários ramos da comunicação, com destaques para impresso, sites e agências de Salvador e São Paulo. Contato: [email protected]

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*