Chuva, Suor, Cerveja e brocação! Bahia 1×0 CSA – por Erick Cerqueira

No fim, apesar das dificuldades criadas pelo nosso técnico, prevaleceu o gol miado de Igor Torres.

Fala Nação Tricolor! Mais um jogo pra testar o coração do Torcedor do Bahia. Pelos bons e maus motivos. Mas foram tantas coisas boas que as ruins nem chegaram a afetar a tarde de 6 de agosto de 2022.

 

Chegamos no estádio com meia hora de antecedência. Aniversário de meu irmão (te amo, Vinho) e fomos comemorar onde a gente se sente em casa. Ainda no metrô meu pai pega o celular pra ver a escalação e está lá: Igor Torres, Copete e Rodallega. A melhor explicação veio do aniversariante: Enderson tentou equilibrar o jogo, colocando o pior ataque possível pra não humilhar o CSA.

Logo na chegada encontro com a velha guarda dos Barris e ainda revi meu colega Marcos Valença. Descemos as escadas ao lado da Bamor, e notamos que ainda estava muito vazio. Mas já na entrada do time em campo a coisa começou a mudar, Aliás, vale destacar, a equipe tinha voltado pro túnel, depois do aquecimento, e a Torcida já cantava no volume máximo, como se estivesse dando uma goleada. 

Em campo, um primeiro tempo fraco, comparado com a festa das arquibancadas. Uma cabeçada fraquíssima de Igor nas mãos do goleiro. Um chute de fora da área de Daniel, pra fora. Um chute de fora da área de Rezende, pra fora. Até que os caras saem jogando pelo meio com “Gabriel do Campo do Lasca” (durante o jogo eu comentei com um brother: véi, o Gabriel deve tá louco pra tirar a camisa do CSA e colar com a BAMOR). Ignácio chega parecendo um trator, rouba a bola e ela sobra pra Igor Torres. Que qual um jogador de baba do Campo do Peão nos Barris, abaixa a cabeça e larga a pancada, no lado direito do goleiro dos alagoanos. 1×0. Bora Baêa! Gol de presente pra meu irmão que largou um: nunca critiquei.

No segundo tempo teve um gol de Copete, impedido. Um cruzamento pornográfico de Daniel pra bela cabeçada de Jacaré. Davó dispara e toca pra Rodallega que chega atrasado. Uma falta que desviou na barreira. E uma tentativa de Jacaré fazer um gol, à la Erick Cerqueira, mas sem sucesso.

Apita o juiz, explode os cânticos de “Vamos Subir, Esquadrão” nas arquibancadas. Bahia se mantém como único clube no G4 em todas as rodadas, abre 7 pontos em relação ao pelotão dos Quintos colocados e mesmo jogando uma partida meeira, termina em segundo lugar nessa rodada e A TORCIDA DO BAHIA levou o 4º maior público da Arena Fonte Nova, com 44885 pagantes felizes com o triunfo do seu time.

BORA BAÊA MINHA PORRA!

No fim, apesar das dificuldades criadas pelo nosso técnico, prevaleceu o gol miado de Igor Torres. Além do improvável heroi da noite, preciso destacar algumas coisas.

A dupla de zaga do Bahia é melhor que a do Barcelona, Real Madri, Bayer, Liverpool, Chelsea, Manchester United… Luiz Otávio e Ignácio estão voando em campo. André vem se firmando na direita, apesar da contratação do novo lateral. Mateus Bahia fez uma partida muito boa, mas em cima de Jonathan, aquele que Guto nem lembrava quem era, até meu amigo Vander, de 81 anos, passearia, O meio se comportou bem, com destaque pra Daniel que voltou bem ao time. Mas Rodallega, amigos… devolvam meu artilheiro que se perdeu no DM. Tá de dar pena.

Na saída, Salvador desabou em chuvas pra lavar o suor do corpo junto com a cerveja que voou num copo. E mesmo molhado que nem um pinto, a Torcida do Bahia tava mais feliz que pinto no lixo. Rolou paredão debaixo do viaduto, no meio das poças de água, numa meleira duzinfernos, com todo mundo vibrando e cantando uma música que chamava as mulheres de cachorra, pitbull, ou algo assim. É, tô ficando velho pra essas coisas. Mas sexta estaremos lá no “Xalaialaiá! Vamos subir, Esquadrão!”

PS1. Parabéns também ao Mestre de Capoeira Paulo Palmares e ao meu amigo rubronegro Fábio Aldrin, lá no Maranhão.

PS2: Amanhã é aniversário do Tricolor Caetano Veloso. E esse Torcedor merece nosso respeito e todas as homenagens possíveis.

PS3. A depender do resultado de amanhã, vai ter time de férias mais cedo em 2022…

PS4. A Raposa tá longe, mas não sai da minha cabeça… dá pra chegar nela.

Deixe seu comentário

Autor(a)

07/08/2022 às 11h00

Erick Cerqueira

Resenheiro extra-oficial do Único TIME BI CAMPEÃO BRASILEIRO entre Minas Gerais e o pólo Norte. Publicitário, parcial, pai de Thor e apaixonado pelo meu Bahia! Contato: [email protected]

1 Trackback / Pingback

  1. Adversário do Vitória na 19ª rodada vence, mas pode ser rebaixado neste domingo

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*