Fábio Mota considera caso de David como ‘diferente’ e aguarda posição oficial da Fifa

Presidente interino do Leão da Barra frisou que atacante revelado pelo clube permanece com contrato estabelecido na Toca do Leão

Foto: Bnews

Após a invasão do exército russo à Ucrânia, diversos jogadores brasileiros que atuavam em clubes dos dois países retornaram ao Brasil. Um deles foi o atacante David, vendido ao Metalist, time do país do Leste Europeu, pelo Vitória. Com o retorno do jogador, de 21 anos, no último domingo (06), o Vitória aguarda uma definição da Fifa para lidar com os próximos passos do jovem atleta revelado nas categorias de base do clube.

 

“Jogador foi vendido para o Metalist, tem um contrato assinado, com anuência da Fifa. O Metalist era para ter pago o Vitória no dia 28 do mês passado, não pagou. Evidentemente houve o fato interveniente da guerra. O Vitória tentou entrar em contato com o Metalist através de e-mail, tentou por telefonema, mas não conseguiu. Nós até então não tínhamos liberado a rescisão do jogador, estávamos aguardando o desfecho da guerra. David continua com contrato com o Vitória, e nós fizemos uma consulta à Fifa e aonde está depositado o contrato para saber qual será o procedimento do Vitória”, disse, em entrevista ao programa BN Na Bola, da Rádio Salvador FM 92,3.

“Se o Vitória mesmo com a questão da guerra e sem conseguir falar com o Metalist tem ou não que liberar o jogador. O fato novo é que não aconteceu só com David, mas com todos os jogadores que jogam na Ucrânia, a Fifa autorizou eles a serem emprestados a qualquer clube do Brasil até o mês de junho. O campeonato lá já foi suspenso. O Vitória consultou mais uma vez a Fifa, tendo em vista que o caso de David é diferente, e aguardamos a deliberação. O que a Fifa resolver vamos acompanhar”, completou. 

Negociado com o Metalist, David continua registrado como jogador do Rubro-Negro Baiano, visto que a rescisão contratual do atacante ainda não foi publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Acima de tudo, já existe um contrato assinado entre a agremiação ucraniana, o Vitória e David.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Bahia avança para se tornar um clube-empresa, confirma Bellintani

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*