Adversário do Bahia de Feira tenta superar trauma recente na Copa do Brasil

Nas temporadas 2019 e 2020, o Coxa perdeu a vaga para a segunda fase para o URT-MG e Manaus

Foto: Coritiba

O início da quarta participação do Bahia de Feira na Copa do Brasil vai ser marcado pelo embate contra o Coritiba, nesta quinta-feira (24), às 19h, na Arena Cajueiro, em Feira de Santana (BA). Em sua 28° atuação no torneio, o Coxa-Branca jogará com a vantagem do empate pela classificação no ranking geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Todavia, um bloqueio interno será um dos maiores desafios do time paranaense.

O Alviverde perdeu a classificação à segunda fase em duas das últimas edições do torneio. Em 2019, o algoz do Coritiba foi o URT, de Minas Gerais, que venceu o jogo único por 3 a 2. Posteriormente, o Manaus acabou com as esperanças da torcida paranaense ao vencer a partida única por 1 a 0, em 2020.

Anteriormente, nas edições 2016 e 2017, Juventude e ASA, respectivamente, eliminaram o Coxa na segunda fase. Já na edição passada, a equipe, comandada atualmente pelo técnico Gustavo Morínigo, venceu União Rondonópolis e Operário-PR até ser derrotado pelo Flamengo em dois momentos: 1 a 0 no Estádio Couto Pereira e 2 a 0 no Estádio Maracanã.

Confira as últimas participações do Coritiba na Copa do Brasil:
2015: eliminado nas oitavas (Grêmio 4×1 no agregado)
2016: eliminado na 2ª fase (Juventude 3×2 no agregado)
2017: eliminado na 2ª fase (ASA 2×0 em jogo único)
2018: eliminado na 3ª fase (Goiás 2×1 no agregado)
2019: eliminado na 1ª fase (URT 3×2 em jogo único)
2020: eliminado na 1ª fase (Manaus 1×0 em jogo único)
2021: eliminado na 3ª fase (Flamengo 3×0 no agregado)

Para este ano, o Coritiba só terá a ausência de um titular, o meio-campista Régis, ex-Bahia, contaminado pela Covid-19. Além dele, o volante Matheus Sales sequer embarcou com o elenco para a Bahia. O time paranaense deve entrar em campo com os seguintes jogadores: Alex Muralha; Val (Guillermo de los Santos ou Matheus Alexandre), Henrique, Luciano Castán e Egídio; Willian Farias, Andrey e Robinho (Thonny Anderson); Igor Paixão, Alef Manga e Léo Gamalho.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*