Anvisa aponta falsificação de declarações por funcionário da AFA em clássico Brasil x Argentina

Partida aconteceria no dia 5 de setembro de 2021, pela 6ª rodada das eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo 2022

Um dos maiores clássicos do futebol internacional, Brasil x Argentina, adiado no dia 5 de setembro de 2021, em função de uma suspensão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ganhou novo capítulo nesta quarta-feira (26). De acordo com o site “ge.globo.com”, o órgão sanitário encaminhou um ofício à Polícia Federal no qual alegava que um funcionário da Associação de Futebol Argentino (AFA) adulterou declarações de saúde de quatro atletas da Albiceleste: Emiliano Martínez, Emiliano Buendia, Giovani Lo Celso e Cristian Romero.

 

O goleiro e o lateral do Aston Vila, e o zagueiro e o meio-campista do Tottenham, descumpriram os protocolos de quarentena obrigatória por causa da contaminação pela Covid-19. Eles estiveram impossibilitados de participar do confronto, válido pela 6ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar 2022. Em síntese, a Conmebol segue sem anunciar uma nova data para a partida.

Ainda segundo a reportagem do “ge.globo.com”, a investigação exigiu o endereço de IP do responsável pelo preenchimento dos documentos. No entanto, a Anvsia garantiu que o sistema da agência é hospedado no serviço de nuvem da Microsoft, e, além disso, o recurso que poderia permitir a análise da informação está inativo, com objetivo de reduzir os custos.

Por fim, o funcionário da AFA, Fernando Ariel, foi identificado como o causador, através do código de acesso responsável pelo preenchimento da declaração dos atletas. Ele deve ser ouvido pela Polícia Federal, que apura se os jogadores cometeram crime de falsidade ideológica.

Deixe seu comentário!

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Bahia preserva Clayson e segue segue aguardando inquérito policial
  2. Bahia preserva Clayson e segue aguardando inquérito policial
  3. Na estreia do principal, Bahia brinca de perder gol, mas vence o Doce Mel

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*