Fortaleza pode ter retornos para enfrentar o Bahia na última rodada

Comissão técnica do Leão do Pici aguarda todos os jogadores disponíveis para o duelo final do Brasileirão 2021

Com a classificação garantida para a Copa Libertadores da América 2022, o Fortaleza ainda fará o último duelo do Brasileirão 2021 nesta quinta-feira (9), às 21h30. Diante do Bahia, o Leão do Pici vai ter alguns desfalques confirmados, como é o caso do volante Ronald, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Em contrapartida, o time do técnico Vovjoda pode ter as voltas dos meio-campistas Lucas Crispim e Éderson, e do atacante Ángelo Henríquez.

 

Todos esses três jogadores estiveram ausente da derrota para o Cuiabá, por 1 a 0. Lucas e Ángelo por problemas musculares, e Éderson por motivos particulares. Contudo, com praticamente três dias de possível recuperação, a comissão técnica do Fortaleza vive a expectativa de recuperar todos os jogadores para o embate com o Esquadrão de Aço.

A partida será mais um grande clássico nordestino na atual temporada, é o que diz o técnico Juan Vovjoda.

“Nós acreditamos que na próxima partida enfrentaremos o Bahia com toda a nossa vontade de fazer uma boa partida e ganhar, como sempre fizemos”, destacou, em entrevista coletiva após o jogo desta segunda-feira (6).

Deixe seu comentário!

1 Comentário

  1. Essa notícia abaixo, vindo de Fortaleza deixa a torcida do Bahia mais animada.
    Para encarar o Bahia, a expectativa é de que o Fortaleza volte a contar com seis titulares que não estiveram em campo na derrota para o Cuiabá. O meia Lucas Crispim, lesionado, deve ser desfalque. O repórter Lucas Mota, do Jornal O Povo de Fortaleza, ressalta que a maior motivação do clube é essa despedida com festa da torcida, e diz não haver um clima de jogar para rebaixar o Bahia por ser um clube rival do Nordeste.

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Ex-Bahia, meia chega a um acordo e antecipa saída do São Paulo
  2. Por classificação antecipada à Libertadores 2022, Fortaleza terá importante reforço financeiro
  3. Vitória em 2021: de contratação sem fundamento à gestão sem eficiência

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*