Renato Gaúcho elogia atuação do árbitro de Flamengo 3 x 0 Bahia

"Na minha opinião, o Vinícius Gonçalves teve uma excelente atuação", disse Renato.

Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Em mais um jogo com erro de arbitragem, o Esporte Clube Bahia perdeu para o Flamengo por 3 a 0 na noite desta quinta-feira, no Maracanã, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. Aos 26 minutos do primeiro tempo, a bola tocou no peito do zagueiro Germán Conti dentro da área, o árbitro marcou pênalti, e mesmo chamado pelo VAR para rever o lance, manteve a decisão. Em entrevista após a partida, o técnico Renato Gaúcho afirmou que ainda não viu o lance, mas rasgou elogios a atuação do árbitro  Vinicius Gonçalves Dias Araújo, de São Paulo.

 

“Na minha opinião, o Vinícius Gonçalves teve uma excelente atuação. E vou falar por que. No pênalti, eu não vi o lance ainda, mas ele teve a convicção de marcar na hora. Depois, para tirar qualquer dúvida, ele foi no VAR. Ali tu não pode ter dúvidas, você vê todos os ângulos, vê se foi pênalti ou não. Ele continuou com a convicção dele, viu e deu o pênalti. As expulsões, no meu entender, foram justas. Falei com o Diego, ele falou que realmente ficou aborrecido”, disse o treinador.

“Os outros gols foram jogadas normais. Não é porque o Flamengo venceu (que estou falando isso), não. Não quero ser beneficiado. Mas, hoje, o árbitro teve a convicção do pênalti na hora e teve tempo de ir no VAR, teve a convicção do lance. Ainda não vi o lance, nem tomei banho ainda, estou corrido. Mas acho engraçado que, lá em Chapecó, ninguém chamou o árbitro para ver se foi pênalti no Gabriel ou não, aí poderia ter tirado a dúvida. Lá ninguém chamou ele, foi um pênalti legítimo, o goleiro tinha que ser expulso. Hoje ele teve a convicção, foi no VAR, tirou a dúvida e marcou o pênalti. Ele foi bem. Depois disse para ele: se toda arbitragem fosse assim, o Campeonato Brasileiro seria diferente”, completou o comandante rubro-negro.

Renato Gaúcho disse que, ao fim da partida, foi até o árbitro e elogiou sua atuação no Maracanã. “No momento em que um jogador meu comete pênalti, tem que ser expulso. Dá o pênalti, mas tem que dar na minha área como tem que dar na área do adversário. O árbitro não tem que escolher jogo para dar, tem que seguir a regra, o protocolo. Hoje estou elogiando o árbitro porque ele teve uma grande atuação. Ponto final”, acredita ele.

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Guto critica arbitragem e diz que atraso foi uma forma de protesto

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*