Pelo 3º jogo seguido, Bahia é absurdamente prejudicado pela arbitragem

O juiz marcou o pênalti de imediato, mas foi chamado pelo VAR

O técnico Guto Ferreira e os jogadores do Bahia deixaram o campo revoltados com a arbitragem por conta de um pênalti marcado pelo árbitro paulista Vinicius Gonçalves Dias Araújo. Aos 26 minutos do primeiro tempo, o meia Diego tentou uma bicicleta e a bola tocou no peito do zagueiro Conti. O juiz marcou o pênalti de imediato, mas foi chamado pelo VAR, no entanto, mesmo revendo as imagens, decidiu pela marcação da penalidade, surpreendendo até mesmo os comentaristas de arbitragem. Gabigol foi para a cobrança e abriu o placar para o Flamengo. Nas redes sociais, o Twitter do Bahia ironizou o gol do time carioca e disparou contra a marcação do pênalti: “Vontade de largar o futebol”. Diante do Juventude e São Paulo, o Tricolor teve dois pênaltis a seu favor que não foram marcados pelo árbitro mesmo o VAR entendo como pênalti.

 

Sandro Meira Ricci: “A gente vai ter que aguardar o áudio para entender a decisão da arbitragem. Eu não consigo explicar por que o pênalti foi mantido. Para mim, apesar de o braço estar aberto, a bola bate no ombro. A revolta do Bahia é justificada, porque não houve a penalidade. Espero que não tenha sido por causa de toda a pressão que o Flamengo faz sobre a arbitragem.”

Deixe seu comentário!

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. "Querem rebaixar o Bahia? Mas não vão conseguir", dispara Bellintani
  2. Brasil vence a Colômbia e confirma vaga para Copa do Mundo do Catar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*