Dirigente do Inter nega proposta e diz ser inviável contratar Daniel Alves

O vice de futebol do Inter, Emílio Papaleo, admite que seria um grande reforço

Após Athletico-PR e Fluminense apresentarem proposta, o Internacional surgiu como mais um clube interessado para contratar o lateral-direito Daniel Alves, que está livre no mercado após deixar o São Paulo. Ele tem até sexta-feira para decidir seu futuro, caso deseje permanecer no futebol brasileiro. Porém, a informação de que o Colorado teria feito uma investida, não confere. O vice de futebol do Inter, Emílio Papaleo, admite que seria um grande reforço, porém, negou que tenha feito uma proposta e afirmou que é “inviável” pagar o que o lateral recebe de salário.

 

“É um excelente jogador, mesmo com 38 anos ele é um atleta que se cuida, lembra o Zé Roberto (ex-meia). É uma liderança positiva no grupo. Seria um belo reforço, mas tem salário muito alto. Acho que assim fica inviável”, disse Papaleo ao Goal.com.

Dani Alves entrou em campo apenas seis vezes com a camisa do São Paulo na edição 2021 da Série A e, portanto, pode trocar de clube e ser inscrito no torneio. No clube paulista, ele tinha contrato válido até o final de 2022 e recebia cerca de R$ 1,5 milhão mensal. Além de quatro equipes brasileiras, Daniel está na mira de dos clubes do exterior.

Natural de Juazeiro, Daniel Alves chegou ao Bahia ainda jovem após chamar a atenção atuando na base do Juazeiro Social Clube. Ele fez parte do elenco campeão da Copa do Nordeste de 2002. Foi negociado pelo Esquadrão com o Sevilla-ESP, onde teve grande destaque e foi contratado pelo Barcelona. Foram 23 títulos no Barça. Jogou ainda na Juventus e PSG.  Pela Seleção Brasileira, ele conquistou além do ouro olímpico, duas Copa das Confederações (2009 e 2013) e duas Copa América (2007 e 2019). Com 42 títulos na carreira, Daniel Alves é o maior vencedor do futebol mundial.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*