Técnico ‘rebateu’ Paulo Carneiro em aposta por Hulk no Vitória

o experiente treinador revelou o 'contestamento' do presidente Paulo Carneiro, em 2004

Foto: Reprodução / Instagram

Fenômeno da atual temporada do futebol brasileiro. Assim, pode ser descrito Givanildo de Souza, conhecido popularmente como Hulk. O atacante, do Atlético-MG, está consolidado no esporte, no entanto, para chegar até esse status passou por questionamentos na carreira. Acima de tudo, quando lançado pelo Esporte Clube Vitória, pelo técnico Hélio dos Anjos. Em entrevista ao UOL Esporte, o experiente treinador revelou o ‘contestamento’ do presidente Paulo Carneiro, em 2004.

 

“O presidente é um cara muito entendido, mas achou que não tinha nada a ver, que era um jogador de linha reta, só pela esquerda, e me perguntou o que eu via nele”, relembra Hélio.

Promovido ao time profissional há pouco menos de duas décadas, o ex-jogador da Seleção Brasileira ganhou chance ainda quando tinha 17 anos. Vale destacar que, na época, o apelido de super-herói baseado no personagem homônimo da Marvel Comics, ganhou sucesso após esse período. Indagado com a projeção de Hélio, o mandatário do Rubro-Negro, em 2004, concebeu alguns manifestos contrários à decisão.

Bagagem em vários continentes surgiu da ‘aposta’ do técnico 

Aos 35 anos, Hulk atuou do continente europeu ao asiático. Entre os clubes que jogou está o Tokyo Verdy, FC Porto, Zenit e Shanghai SIPG.

“Ele me chamou muita atenção pelo potencial de chute, muita força… uma força de adulto. Achei que valia a pena colocá-lo no grupo de cima e foi assim”, sinalizou o comandante sobre as razões que o levaram a promover Hulk.

“O time do Vitória sempre teve atacantes leves, e fiquei surpreso com aqueles jogadores muito fortes (Hulk e Bill), com características diferentes do que encontrava lá. Como o Vitória estava cheio de problemas, pensei: ‘Pô, não tenho jogador nessa característica e vou dar uma olhada melhor nele’. Resolvi colocá-lo no grupo de cima”, completou.

Em síntese, assim surgiu um dos jogadores brasileiros mais bem sucedidos no Porto, de Portugal. E, agora, mais importantes do Atlético-MG. Aos poucos, apesar da contestação de Paulo Carneiro, presidente do Vitória àquele ano e em 2021, Hulk agradou e caiu nas graças do técnico, ex-Náutico.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*