Sem vencer um jogo sequer, Jair Ventura é demitido pela Chapecoense

Na lanterna do Brasileirão, com apenas quatro pontos, a Chapecoense não vence há dois meses

A Chapecoense alcançou o acesso de volta à elite do futebol nacional com muita tranquilidade no ano passado, inclusive, sagrou-se campeão da Série B. No entanto, parece caminhar de volta à segundona. No último domingo, a Chape foi derrotada pelo Santos por 1 a 0 na Arena Condá, e completou 14 jogos sem vencer no Brasileirão, culminando com a demissão do técnico Jair Ventura, que passou recentemente pelo Sport. O anúncio foi feito no início da tarde desta segunda. Junto com o comandante, deixam o clube catarinense o auxiliar Emílio Faro, o preparador físico Ricardo Henriques e o analista Antonio Macedo.

 

Ventura chegou à Chape no dia 3 de junho para substituir Mozart, demitido após a derrota na final do Campeonato Catarinense. No período que esteve no comando do time, Jair Ventura não conquistou uma vitória sequer. Em 14 jogos (um deles pela Copa do Brasil), foram quatro empates e 10 derrotas. Ou seja, 9,5% de aproveitamento. O número é o pior desde a passagem de Hemerson Maria, no início de 2020.

A Chapecoense está na lanterna do Brasileirão, com apenas quatro pontos, e não vence há dois meses. A última vitória foi por 3 a 1 sobre o ABC, em Chapecó, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil – na ocasião o time foi comandado pelo interino Felipe Endres.

A Chapecoense foi o quinto clube na carreira de Jair Ventura como treinador. O primeiro foi o Botafogo, em 2017, comandando a equipe por 99 partidas, com um aproveitamento de 53,2%. Passou também pelo Santos, com 39 partidas e 44,4% de rendimento. Em seguida, assumiu o Corinthians, em setembro de 2018, pelo qual tornou-se vice-campeão da Copa do Brasil. Em 2021, Jair comandou o Sport até o início de abril. Ele foi demitido após goleada de 4 a 0 para o Ceará e que causou a eliminação na primeira fase da Copa do Nordeste. No Rubro-Negro, o treinador ficou por 45 jogos, sendo 14 vitórias, oito empates e 23 derrotas, 37% de aproveitamento.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*