Lateral do Atlético-GO revela consciência do grupo por erros constantes

Aos 29 anos de idade, Arnaldo ganhou a vaga de titular no empate em 0 a 0 com o Ceará

Com 30 jogos em 2021 pelo Dragão, Arnaldo destaca treinamentos específicos de finalização. Lateral concorre a vaga de titular contra o Bahia
Foto: Bruno Corsino / Atlético-GO

Amargando a campanha de sexto pior ataque da Série A do Campeonato Brasileiro 2021, o Atlético-GO balançou as redes apenas 12 vezes em 15 partidas disputadas nesta edição da competição. Nesse sentido, com média de 0,8 gol por jogo, o Dragão buscará ampliar esse desempenho no próximo domingo (15), contra o Esporte Clube Bahia. Em suma, a partida está marcada para acontecer no Estádio Roberto Santos (Pituaçu), pela 16ª rodada do Brasileirão.

 

Questionado sobre a performance ofensiva da equipe, o lateral-direito Arnaldo reconheceu a necessidade de melhoria nas finalizações.

“Sabemos que estamos pecando nesse ponto. O professor Barroca já está nos pedindo nos treinamentos uma chegada a mais, uma finalização de fora da área, uma infiltração. Espero que nessa semana possamos melhorar para no domingo já colocar em prática esse trabalho da semana”, afirmou o atleta em entrevista coletiva.

Aos 29 anos de idade, Arnaldo ganhou a vaga de titular no empate em 0 a 0 com o Ceará, no Estádio Castelão, pela 15ª rodada. Anteriormente, a última partida dele entre os 11 iniciais aconteceu no dia 4 de maio deste ano. Na ocasião, o Atlético-GO enfrentou o Grêmio Anápolis, no jogo de ida da semifinal do Campeonato Goiano.

Titular no Atlético-GO devido a desgaste físico do companheiro 

Diante do Vozão, no último domingo (8), Arnaldo começou como titular por conta de opção técnica. A princípio, o treinador Eduardo Barroca poupou Dudu em função de desgaste físico. Em contrapartida, apesar desse motivo, o lateral-direito acredita que correspondeu e que merece nova chance.

“Sempre deixei bem claro que minha ideia é ajudar o Atlético-GO, seja jogando os 90 minutos, 45 ou até mesmo sem jogar. Minha ideia é ajudar e sempre trabalhei para isso. Eu estava entrando bem, mas o Dudu também vinha bem. No último jogo o Barroca optou por mim, e correspondi. Agora é com ele. Agora deixo com ele essa “bucha””, disse.

Na 9ª colocação do Brasileirão, com 20 pontos, o Dragão não vence há cinco jogos. O último triunfo do Atlético Goianiense aconteceu no dai 25 de julho, contra o Santos, onde venceu por 1 a 0, no Estádio Vila Belmiro.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*