Aos 22 anos, técnico do Botafogo-BA revela ansiedade com 1ª final da carreira

"Foi bacana. Eu achava que ia ficar mais nervoso, ansioso", disse o treinador.

Estreante como técnico de futebol, Matheus Vazquez garantiu como meta fazer o Botafogo-BA retornar à elite do Campeonato Baiano
Foto: Reprodução / Internet

a largada como técnico profissional, Matheus Vazquez, comandante do Botafogo Bonfinense, começou a marcar seu nome na história do futebol baiano aos 22 anos. Comandando pela primeira vez uma equipe de futebol, ele está invicto, com três triunfos e um empate. Após a partida de ida da final da Série B do Campeonato Baiano, contra o Barcelona de Ilhéus, ele comentou em entrevista ao Bahia Notícias sobre a atmosfera de estrear em uma decisão de campeonato.

 

“Foi bacana. Eu achava que ia ficar mais nervoso, ansioso. Desde semana passada, estou mais ansioso para o segundo jogo. Eu acho que me portei bem, tava bem tranquilo, mas é uma experiência bem rica, já poder fazer história e fazer um clube tradicional tentar voltar à elite”, lembrou o comandante.

Análise do técnico sobre partida de ida 

No primeiro duelo da decisão da Segundona do campeonato estadual, o Diabo-Rubro venceu o adversário por 2 a 1. A partida aconteceu no Estádio Pedro Amorim Duarte, em Senhor do Bonfim (BA). Como resultado, O Mais Simpático abriu vantagem para o jogo decisivo, no Estádio Mário Pessoa, em Ilhéus (BA). Matheus Vazquez analisou o andamento do duelo.

“Como a gente esperava, eles vieram mais para se defender e jogar no contra-ataque. Foi o que ocorreu no primeiro tempo. Eles acabaram fazendo o gol, que foi um gol contra nosso, e continuaram a amarrar o jogo. No segundo tempo, nossa postura foi jogar. Continuamos com mais posse, mas passamos a agredir mais, a finalizar mais”, comentou o jovem técnico.

Por fim, a decisão acontece no próximo domingo (8), às 15h, no Estádio Mário Pessoa. Nesse sentido, o Botafogo-BA precisa apenas de um empate para conquistar o título da Série B do Campeonato Baiano 2021.

Em contrapartida, o Barcelona de Ilhéus busca devolver o resultado para decidir na cobrança de penalidades ou vencer por dois gols de diferença para conquistar o acesso inédito à elite do futebol baiano.

Comentários:

1 Comentário

  1. Torço pelo sucesso deste jovem treinador, quem sabe, tão breve não será uma revelação de treinadores mais jovens dirigindo um clube da 1ª divisão de um campeonato regional no Brasil! Senão em algum clube da Bahia ou em um clube de outro Estado.
    A direção do Bahia que gosta de IBOP, poderia contratá-lo para divisão de base.
    Aliás, o Bahia tem divisão de base ainda? Acho que não tem há muito tempo, pois toda semana contrata um jogador de Empresário para o Sub23.
    O Bahia virou um clube mãe Joana de Empresário. A galinha dos ovos de ouro.

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*