Presidente do Coritiba morre aos 67 anos, vítima da Covid-19

Follador tomou uma dose da vacina contra Covid-19 antes de contrair a doença

Internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o início de junho, tendo uma piora no quadro nas últimas 24 horas, o presidente do Coritiba, Renato Follador, faleceu na noite deste sábado, aos 67 anos, mais uma vítima da Covid-19. Follador tomou uma dose da vacina contra Covid-19 antes de contrair a doença. A segunda dose estava prevista para julho. O mandatário foi eleito para presidência do Coxa para o triênio 2021/23 com 75,77% dos votos no fim de dezembro de 2020. O vice Juarez Moraes e Silva assumiu o clube após o internamento de Follador.

 

Follador foi internado em 1 de junho e transferido para UTI dois dias depois. Na segunda semana de internamento, o dirigente teve piora de sua condição pulmonar com nível de comprometimento, que avançou de 20% para 80%. Apesar de uma leve melhora, Follador teve que ser intubado na metade do mês. Para tentar reverter o quadro, os médicos tentaram a terapia chamada ECMO (Membrana de Oxigenação Extra Corpórea) 20 depois da internação.

Aos 67 anos, ele era formado em Engenharia Civil e Administração, consultor em previdência privada, inclusive como secretário do setor no governo do Paraná, na gestão Jaime Lerner. Ainda trabalhou como professor e tinha colunas na imprensa, uma delas no Bom Dia Paraná, da RPC, entre 2015 e 2016, com participações para tirar dúvidas sobre previdência. No campo esportivo, Follador atuou como jogador profissional do Coritiba nos anos 70, com 25 jogos, como meio-campista. A carreira foi encerrada precocemente em 1977 após lesão grave no joelho.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*