Mastercard decide se retirar da Copa da América 2021

tradicional bandeira Mastercard desistiu do patrocínio à Copa América

Diante da intensa rejeição da Copa América no Brasil, depois de refugada pela Argentina e Colômbia, buscando o não agravamento da crise do coronavírus em ambos os países, a tradicional bandeira Mastercard desistiu do patrocínio à Copa América que será realizada no Brasil a partir do próximo domingo. A decisão é a de não expor sua marca durante os jogos.

 

“Após análise criteriosa, decidimos por não ativar nosso patrocínio à Copa América no Brasil”, disse comunicado enviado” sem oferecer maiores detalhes.

As polêmicas em torno do evento começaram quando o presidente Jair Bolsonaro aceitou a realização dos jogos no Brasil depois que Colômbia e Argentina decidiram não sediar a competição. A Seleção Brasileira chegou a ameaçar não participar do evento, mas voltou atrás e decidiu disputar.

Recentemente, o Ministério Público Federal decidiu investigar a CBF, patrocinadores e os governos estaduais e municipais das sedes dos jogos por “atos violadores dos direitos à vida e à saúde”. A empresa patrocina a competição desde 1992, e a CBF desde 2012.

Deixe seu comentário!