Guto Ferreira passa a ser o técnico há mais tempo em um clube da Série A

Com a saída de Lisca do América-MG, Guto assumiu o posto

Foto: Thiago Gadelha / SVM

Após três jogos e três derrotas, o retorno do América-MG está longe do projetado pela direção do clube, e já gerou consequência com o pedido de demissão do técnico Lisca. Pressionado, ele pediu para sair e o clube sem alternativa aceitou. Com isso, o técnico Guto Ferreira, do Ceará, adversário do Bahia na próxima quinta-feira pela quarta rodada da Série A, passa a ser o treinador mais longevo entre os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro.

 

Lisca estava no cargo do time mineiro há 16 meses, desde 30 de janeiro de 2020, acumulando no período, em 81 jogos, 40 vitórias, 27 empates e 14 derrotas (aproveitamento de 60,4%). Já Guto Ferreira está no Ceará desde o dia 18 de março de 2020, e completará exatos 15 meses nesta sexta-feira (18), o que significa um ano e três meses.

No entanto, o técnico vem sofrendo vários questionamentos da torcida após uma sequência de derrotas importantes como a perda de títulos da Copa do Nordeste para o Bahia dentro de casa, a perda do título do Campeonato Cearense para o Fortaleza, além das eliminações na primeira fase da Copa Sul-Americana, e na terceira fase da Copa do Brasil levando 3 a 0 do Fortaleza.

Protestos

O desembarque do Ceará nesta segunda-feira (14) na capital cearense, após empatar com a Chapecoense fora de casa, foi sob protestos da torcida alvinegra. Dentre os membros da delegação, o meio-campista Vina, principal jogador do clube na temporada 2020, foi cercado por torcedores e hostilizado. O atleta chegou a discutir com torcedores no saguão do aeroporto, mas a situação foi controlada pelos seguranças do clube. Outros jogadores, além da comissão técnica, também foram alvos de atos hostis.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*