Presidente do Jacuipense contesta adiamento do jogo contra o Bahia

“Essa decisão não altera só o jogo do Esporte Clube Bahia, como de toda a rodada"

Foto: Rafael Machaddo

Após a Federação Bahiana de Futebol negar o pedido do Esporte Clube Bahia de adiamento do jogo contra o Jacuipense, o Sindicato dos Atletas da Bahia entrou com uma ação na Justiça do Trabalho e conseguiu a suspensão da partida. Com isso, o confronto segue como uma incógnita, ainda que o Esquadrão tenha atuado ontem diante do Independiente com a equipe principal, ou seja, o time de transição tem totais condições de atuar nesta quarta-feira. O presidente do Jacuipense, Gegê Magalhães, se posicionou contra o adiamento do duelo pela última rodada do Campeonato Baiano e afirmou que o Leão do Sisal esta preparado para entrar em campo. Ele também diz não entender a motivação da ação para adiar a partida.

 

“Essa decisão não altera só o jogo do Esporte Clube Bahia, como de toda a rodada do Campeonato Baiano, já que todos os jogos têm que ser jogados no mesmo horário. Deixamos a cargo da Federação Bahiana de Futebol responder por essa ação”, explicou Gegê Magalhães.

“Também não conseguimos entender porque só agora teve o envolvimento do Sindicato dos Atletas Profissionais, já que o Bahia deixou claro desde o início do Campeonato Baiano, como jogou nas últimas oito rodadas, jogar com o time de transição. Já aconteceu o mesmo fato em outras rodadas, já aconteceu em Copa do Brasil, em Copa do Nordeste, Sul-Americana, e o Bahia sempre teve dois times à disposição. Então, a gente não entende o motivo dessa ação justamente na fase final”, destacou o dirigente.

“Estamos à disposição. O Esporte Clube Jacuipense está preparado, pronto para esse jogo de quarta-feira e gostaríamos muito dessa decisão o quanto antes porque mexe não só com toda a parte de operação, como psicológico dos atletas, e gostaríamos de estar tranquilos para jogar nesta quarta-feira. Se Deus quiser, conseguir esse triunfo e avançar para as finais do Campeonato Baiano”, finalizou.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*