Paulo Carneiro esclarece afastamento temporário do Vitória S/A

Presidente do Vitória divulgou uma nota falando sobre o assunto

Em reunião extraordinária do Conselho Deliberativo realizada no último sábado, o presidente Paulo Carneiro pediu afastamento temporário do cargo de diretor-presidente do Vitória S/A, empresa o qual era diretor-presidente. Recentemente, foi divulgada pela imprensa a sentença em que a juíza Fernanda Marinho da Silva Godinho aponta que o dirigente teria forjado um contrato com a empresa para cobrar uma indenização de mais de R$ 800 mil na Justiça. O Conselho Deliberativo criou uma comissão para investigar a gestão do clube. Neste domingo, por meio de nota divulgada no site oficial do clube, o presidente Paulo Carneiro esclareceu o afastamento do Vitória S/A e afirmou que “nunca foi uma pessoa de se deixar pressionar por manifestações” e que concordou com a comissão em investigar e gestão por não ter nada a esconder. Veja abaixo. 

 

“NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em decorrência da reunião do Conselho Deliberativo do Esporte Clube Vitória realizada no dia de ontem (15.05), e por conta do meu afastamento temporário livremente solicitado, do VITÓRIA S/A, surgiram, nas redes sociais e na imprensa, interpretações de toda ordem, algumas com o deliberado propósito de pretender atrair para si eventual “sucesso” pelo distanciamento que anunciei das funções diretoras da Companhia.

Em primeiro lugar, quero deixar absolutamente claro que nunca fui pessoa de me impressionar, ou me deixar pressionar, por manifestações desocupadas de quem quer que fosse.

Em segundo lugar, devo esclarecer que a reunião do Conselho Deliberativo do ECVitória tinha como pauta ações cíveis envolvendo a minha pessoa e o VITÓRIA S/A.

Proposta, então, a constituição de uma comissão para avaliar eventual infração estatutária resultante das discussões postas nas ações, antes da votação, resolvi me manifestar no sentido de concordar com a proposta – pois só assim, o que espero, pode ser esclarecida de vez essa situação -, apresentando, em seguida, de modo pessoal e absolutamente livre, a comunicação de meu afastamento temporário da direção do VITÓRIA S/A, até para não fomentar mais dúvidas em relação aos atos por mim adotados.

Em seguida, fora também proposta a extensão do objeto de comissão já instalada, desta feita para examinar todos os atos praticados pelo Conselho Diretor do Esporte Clube Vitória, a partir de abril de 2019, o que também concordei por nada, absolutamente nada, ter a esconder.

Espero, afinal, que as interpretações maldosamente expressadas por parte daqueles que, se afastando dos interesses da Instituição, buscam satisfação de interesses próprios, tenham sido esclarecidas, e que o Vitória, às vésperas da estreia no Campeonato Brasileiro, possa ter um pouco de paz e o apoio de todos nessa empreitada que se iniciará.

PAULO ROBERTO SOUSA CARNEIRO
Presidente do Conselho Diretor do Esporte Clube Vitória.”

Comentários:

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*