Ex-Vitória pode pegar até 12 jogos de gancho por trocar socos com colega de equipe

Bidu e Rodrigo Andrade foram denunciados pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo

No dia 2 de maio, o Guarani venceu o Novorizontino por 2 a 1, pelo Campeonato Paulista em um jogo com final eletrizante com os visitantes perderam um pênalti no último minuto. No entanto, o lance que marcou a partida aconteceu após o apito final: Rodrigo Andrade e Bidu, ambos do Guarani, trocaram socos e foram expulsos. Os dois ‘brigões’ pediram desculpas, se abraçaram e doaram cestas básicas a famílias carentes de Campinas, no entanto, foram denunciados pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) e podem pegar um longo período de suspensão. Rodrigo Andrade pertence ao Vitória e está emprestado ao clube de Campinas.

 

Os dois foram enquadrados no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD): “Praticar agressão física durante a partida, prova ou equivalente”. Se forem considerados culpados, Bidu e Rodrigo Andrade podem pegar de quatro a doze jogos de suspensão. Essa pena, porém, não seria aplicada agora no início da Série B do Campeonato Brasileiro e teria que ser cumprida na próxima edição do Paulistão ou na Copa Paulista.

Além dos dois, o zagueiro Airton também foi denunciado no TJD, mas no artigo 258: “Assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código”. Airton foi expulso com o cartão vermelho direto após uma confusão com o atacante Niltinho da Ponte Preta logo depois do dérbi, também pela primeira fase do estadual. Ele pode pegar uma pena de um a seis jogos, que seriam cumpridos em uma participação futura em competições estaduais em SP.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*