Ministério Público vai pedir à CBF a paralisação do futebol no Brasil

A Comissão Nacional decidiu emitir uma nota técnica recomendando à CBF

Com o aumento no número de mortes no Brasil em decorrência do coronavírus, o futebol brasileiro pode ser novamente paralisado. Segundo informação publicada pelo site “GE”, o Ministério Público vai pedir à CBF para suspender todas as partidas do futebol nacional. O MP já preparou a carta que deve ser assinada em conjunto pelos presidentes das comissões estaduais que tratam da segurança nos estádio, e será enviada à entidade. O Brasil registrou nesta quinta 1.786 mortes em 24 horas. Com isso, o país já contabilizou 10.796.506 casos e 261.188 óbitos por Covid-19 durante a pandemia. O presidente da Comissão Nacional, o procurador Valberto Lira, da Paraíba, comentou sobre os riscos da manutenção dos Campeonatos Estaduais.

 

“A Comissão Nacional decidiu emitir uma nota técnica recomendando à CBF a suspensão de toda e qualquer competição por ela organizada, em face da situação que hoje o Brasil atravessa, com o crescente número de pessoas falecidas e contaminadas. Todos os colegas que integram a comissão entendem que se não houver o acatamento dessa recomendação, serão ajuizadas ações em todos os estados. Vivemos uma situação que preocupa a todos e esses deslocamentos de equipes de um estado para outro trará mais possibilidade de contágio”, disse ao GE.

Valberto Lima também se manifestou contra a realização de jogos de futebol no estado da Paraíba. Nesta carta, que será enviada à CBF, o presidente sugere o cancelamento do duelo entre Treze e Altos, válido pela Copa do Nordeste, no próximo sábado. Além desse confronto, ele quer a suspensão do jogo entre Campinense e Bahia na terça, pela Copa do Brasil.

Na última quarta, o técnico Lisca, do América-MG, se pronunciou e fez um apelo antes da partida contra o Athletic, pelo Campeonato Mineiro. “Eu faço um apelo a CBF para dar um tempo nessa Copa do Brasil. Para que a gente adie um pouco esses jogos, né? Nós vamos jogar só no dia 18, talvez até lá. Mas, tem jogos já agora na próxima quarta-feira. E eu tenho certeza que meus colegas também estão preocupados. Eu sou pai de família, tenho duas filhas e uma esposa. Eu quero viver, gente”, disse Lisca.

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*