Luxemburgo joga a toalha e admite queda do Vasco: “Não posso enganar o torcedor”

"Se falar em ganhar do Goiás e fazer 12 gols, estou enganando", disse o treinador.

Foto: Kely Pereira/AGIF

Depois do empate em 0 x 0 com o Corinthians na tarde deste domingo na Arena Neo Química, em Itaquera, pela 37ª rodada, o Vasco da Gama está rebaixado para o Campeonato Brasileiro da Série B, ainda que matematicamente as chances – beirando a casa do impossível – ainda existam. Agora o time carioca precisa torcer para o Fortaleza seja derrotado pelo Fluminense na próxima quinta-feira e no mesmo dia e horário derrote Goiás com um placar que remova uma diferença simplesmente de 12 gols.

 

A situação do Vasco é 99,9% irreversível. O Cruzmaltino precisaria vencer o Goiás em São Januário e torcer para o Fortaleza perder para o Fluminense no Maracanã, PORÉM, isso apenas não basta, já que precisaria tirar uma diferença de 12 gols de saldo. Por exemplo, teria de golear por 6 a 0 e torcer para que o Fortaleza tomasse 6 a 0 do Fluminense.

Diante da missão quase impossível, o técnico Vanderlei Luxemburgo já jogou a tolha, e admite a queda do Vasco. Entretanto, ele conta com a anulação do jogo do Internacional no STJD para o Cruzmaltino se manter na Série A do Brasileirão em uma nova tarefa bem próxima do impossível.

“Eu não posso enganar o torcedor. Se falar em ganhar do Goiás e fazer 12 gols, estou enganando. Mas há um jogo sub judice. Houve um erro gravíssimo, tanto que o STJD deu um parecer para a CBF mostrar o vídeo e os áudios da partida contra o Internacional. Esse jogo é importante para moralizar o campeonato. Ele manchou o Brasileirão. O juiz e o VAR cometeram erros gravíssimo. É complicado”, afirmou o treinador em coletiva após o jogo.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO DA SÉRIE A

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*