Livre no mercado após deixar clube japonês, Jael prioriza volta ao Grêmio

"Lógico que existe respeito, carinho e admiração pelo Grêmio", disse.

Após dois anos atuando no Japão, o atacante Jael “Cruel” deve retornar ao futebol brasileiro em 2021. Ele está livre no mercado após rescindir o contrato com o FC Tokyo. O atleta deixou claro que o Grêmio é sua prioridade e cogita procurar a direção do clube para um possível retorno, no entanto, vai aguardar a final da Copa do Brasil contra o Palmeiras e o término do Brasileirão, onde o time gaúcho também é candidato ao título. O centroavante, com passagens pelo Bahia, era homem de confiança do técnico Renato Gaúcho no Grêmio e foi peça importante na conquista da Libertadores.

 

“Vou ficar no Brasil, isso é certo. Lógico que existe respeito, carinho e admiração pelo Grêmio. O meu empresário vai comunicar o Grêmio até como uma forma de respeito, por ser o último clube que eu joguei (no Brasil). Vamos comunicar e ver se há o interesse. Se tiver, vamos sentar e conversar. Mas, se não tiver, está tranquilo e vida que segue. Nada vai apagar a história que eu tenho no Grêmio”, declarou Jael a GZH.

“Estou no Brasil há oito dias. Vou descansar. Quero descansar um pouco a minha cabeça, pescar e tirar o estresse. Não vou ligar para ninguém agora. Não vou ligar para o Renato. O Grêmio está vivendo um momento importante nos próximos dias. Vou deixar o pessoal com a cabeça tranquila, deixar as coisas acontecerem e trabalhar forte para dar o meu melhor no clube que eu for”, finalizou.

Revelado no Cuiabá, Jael acumula passagens por Fluminense (base), Criciúma, Atlético Mineiro, Goiás, Kalmar FF da Suécia, Portuguesa, Flamengo, Sport-PE, Seongnam IC da Coreia do Sul, Bahia, São Caetano, Joinville, Chongqing Lifan da China além do Grêmio, onde ficou um ano e meio e foi peça importante na conquista da Libertadores. Deixou o clube gremista em 2019 para atuar no futebol japonês, no FC Tokyo. Em 2020, foi emprestado ao Matsumoto Yamaga-JAP.

O atacante teve duas passagens pelo Bahia, a primeira em 2009, marcando 10 gols em 20 jogos. No início de 2010, atuou no Kalmar FF da Suécia, mas não demorou por lá e retornou ao Bahia, sendo peça importante na conquista do acesso à primeira divisão, marcando 12 gols em 24 partidas. Em 2011, tinha tudo para fazer outra grande temporada, porém, deixou o clube em janeiro após agredir o gerente de futebol com um soco.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*