Ex-Vitória, técnico Geninho pede demissão e deixa o Avaí

Geninho deixa o Avaí na sétima colocação com 37 pontos

Foto: GUILHERME RODRIGUES/MYPHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Avaí faz uma campanha no Campeonato Brasileiro da Série B, ocupando o sétimo lugar, com 37 pontos, quatro pontos abaixo do G-4, porém, após três jogos seguidos sem vitória, o técnico Geninho entregou o boné e pediu demissão nesta sexta-feira. O clube informou através das redes sociais que o treinador de 72 anos solicitou desligamento da função após quatro meses no comando e teve o pedido atendido. Ele deixa o Avaí um dis após o empate em 1 a 1 com o Operário, no Paraná, pela 26ª rodada da Série B.

 

“Geninho não é mais o técnico do Avaí. A decisão foi tomada em conversa com o presidente Battistotti há pouco, quando pediu para ser demitido e foi atendido, encerrando sua terceira passagem pelo clube. O Avaí agradece os serviços prestados”, publicou o Avaí.

Sob o comando de Geninho, em 2020, o Avaí conquistou 11 vitórias, 4 empates e 11 derrotas, entre elas, vale o destaque para o 5 a 2 sofrido contra o Sampaio Corrêa e o 3 a 0 para o lanterna Oeste. Esta foi a terceira vez que o técnico comandou o Avaí na carreira. O experiente treinador iniciou a temporada no Vitória, mas foi demitido durante a paralisação por conta da pandemia, e em agosto foi contratado para substituir Rodrigo Santana.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*