Áudio revela discussão entre Mano e Gérson após acusação de racismo

A transmissão do Premiere captou o áudio do momento da discussão

Foto - Alexandre Cassiano / AG. O Globo

Em entrevista após a partida deste domingo entre Flamengo e Bahia, que terminou por com vitória do time carioca por 4 a 3 no Estádio do Maracanã, o volante Gerson acusou o meia Juan Pablo Ramírez de racismo, alegando ter escutado “Cala a boca, negro” do colombiano. Durante o jogo, o atleta chegou a reclamar com o árbitro e discutir com o técnico Mano Menezes sobre Ramírez. A transmissão do Premiere captou o áudio do momento da discussão publicado pelo GE. Veja abaixo.

 

– Me chamou de negro – disse Gerson.

– Agora virou malandragem – respondeu Mano.

– Malandragem? Malandragem, não. Você me respeita! – retrucou Gerson.

Na sequência, o treinador do Bahia respondeu.

– Rogério… Não vai expulsar ele? Está mandando tomar no **. Foi na cara do juiz que mandou tomar no **. Se aconteceu… Se estamos errados, estamos errados. A gente não quer estar certo estando errado. Mas aquele menino não iria fazer isso com o Gerson. Eu conheço o jogador, chegou agora, é um guri – defendeu o técnico do Bahia.

– Quanto tempo parou o jogo? Quanto tempo parou o jogo agora por causa do Gerson? Tem que tomar bico do Daniel (Alves, com quem Gerson discutiu nos últimos jogos entre Flamengo e São Paulo) mesmo. Tem que tomar bico do Daniel, que é mais malandro que tu. Ele quer mandar em todo mundo… Quer mandar no jogo – completou Mano.

Após o jogo, Gérson acusou o meia do Bahia e pediu respeito ao técnico do Bahia. “Jogo muito difícil desde os dez minutos do primeiro tempo. Perdemos um jogador muito importante, mas o time foi forte. Tomamos a virada, não desistimos e corremos atrás da vitória. Quero falar uma coisa: tenho muitos jogos como profissional e nunca vim falar nada porque nunca sofri esse preconceito. Quando tomamos um gol, o Bruno Henrique ia chutar uma bola, o Ramirez reclamou e fui falar com ele, que disse: “Cala a boca, negro”. E o Mano precisa aprender a respeitar as pessoas. O Mano até falou “Ah, agora você é vítima, não é? O Daniel Alves te atropelou e você não falou nada”. Claro, porque teve respeito. Eu nunca falei de treinador, mas o Mano tem que saber respeitar. Estou vindo falar aqui por mim e por todos os negros do Brasil.”, disse Gerson após o jogo. 

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*