Caldense embarca para enfrentar o Atlético-BA com poucas chances de classificação

Atlético de Alagoinhas está praticamente classificado na Série D

A Caldense está pronta para o jogo contra o Atlético de Alagoinhas que acontece pela 13ª e penúltima rodada do Grupo 5 do Campeonato Brasileiro da Série D. O time mineiro tem remotas chances de classificação, já que precisa vencer o time baiano e na última rodada derrotar o Brasiliense em Poços de Caldas e ainda assim, necessitará de tropeços dos concorrentes hoje acima na tabela de pontuação. Já o Atlético praticamente classificado oficializa o avanço, mas pode se assegurar até mesmo com derrota. O jogo está agendado para o sábado às 20h30 no Estádio Antônio Carneiro.

A Caldense realizou seu último treino antes da viagem para a Bahia. Durante a atividade o técnico Marcus Paulo Grippi fez ajustes táticos e trabalhou bolas paradas. A novidade do time é a inscrição do meio-campista João Goes, que havia integrado o elenco alviverde na reta final do Campeonato Mineiro, vinha treinando com o elenco há algumas semanas e foi inscrito para defender a equipe no restante da Série D. Ele tem 18 anos, 1,70 m e é de Cosmópolis-SP.

Logística viagem
Nesta sexta, às 3h30 da manhã, a delegação segue viagem com destino ao aeroporto Viracopos em Campinas para pegar o voo das 9h15 rumo a Salvador e escala no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Chegando ao destino, pega um ônibus até Alagoinhas, onde ficará concentrada no hotel Íbis. O time retorna a Poços no domingo com a mesma logística, porém com voo direto de Salvador para Campinas.

Retrospecto
Caldense e Atlético de Alagoinhas se enfrentaram apenas uma vez na história, justamente na partida do primeiro turno da Série D deste ano no Ronaldão, quando os visitantes venceram por 3 a 0.

Campanha
A Caldense tem quatro vitórias, cinco derrotas e três empates: 1 a 3 Brasiliense, 0 a 3 Atlético de Alagoinhas-BA, 0 a 0 Tupynambás, 0 a 5 Gama, 1 a 0 Villa Nova, 0 a 3 Bahia de Feira, 2 a 0 Palmas, 2 a 1 Palmas, 1 a 0 Bahia de Feira, 1 a 1 Villa Nova, 0 a 0 Gama e 1 a 2 Tupynambás.

Desfalques e retornos
O técnico Marcus Paulo Grippi está de volta, pois cumpriu a suspensão do terceiro cartão amarelo na última rodada. João Paulo, Ruan Souza e Marco Damasceno estão no DM e desfalcam a equipe.

Arbitragem
A arbitragem ficará a cargo de Marcel Phillipe Santos Martins, do Sergipe, com assistência de Ledes José Coutinho e Luanderson Lima dos Santos. Além do quarto árbitro Bruno Pereira Vasconcelos e do analista de campo Ademilton Piedade Carige, todos da Bahia.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*