Ainda sem técnico definido, Atlético-BA avalia situação financeira do clube

"Vamos ter que rever o que é melhor para clube, nesse momento difícil", disse

Fazendo uma belíssima campanha no Brasileiro da Série D, a direção do Atlético de Alagoinhas através do seu presidente Albino Leite fez uma avaliação da atual condição financeira do clube e definiu, que a instituição irá enxugar a folha para o bem do clube. Ele frisou que o clube está desde fevereiro na pandemia sem patrocínio e principalmente sem ajuda da Prefeitura ao qual tem um contrato de publicidade, fora os demais patrocinadores que que também estão passando por dificuldades financeiras, além da ausência da torcida que traz recursos financeiros para clube, e também é um fator. O Carcará ainda não definiu o substituo do técnico Agnaldo Liz, que deixou o clube e acertou com o Barcelona de Ilhéus.

 

Veja abaixo a nota:

“Vamos ter que rever o que é melhor para clube, nesse momento difícil estaremos fazendo acordo com alguns atletas, aqueles que tenha proposta e que avaliamos que possamos liberar pois com isso estaremos ganhando saúde financeira para podermos honrar com os demais, dado as circunstâncias vamos utilizar nossos atletas que foram recentemente promovidos da divisão de base, vamos manter um esqueleto da equipe, ao qual acreditamos que seja viável e seguiremos com atual elenco para disputa do Brasileiro série D, sem comprometer o nosso planejamento, em 2021 temos uma calendário cheio, vamos poder ganhar folego agora para podermos reavaliar nossas contratações para ano seguinte, e tenha certeza que mesmo com essas ações de redução acreditamos que poderemos sim brigar em 2021 pelos nossos objetivos, quem teve o prazer de iniciar aqui conosco sabe, quando iniciamos no final de Novembro 2019 quando assumimos o clube tivemos muitas dificuldades, não tinha material humano e nem esportivo, além da dificuldade para montar equipe e realizar nossos treinamentos, iniciamos do ZERO e conseguimos alcançar nossos objetivos.

Não estamos abrindo mão da competição, mais não podemos cobrar do atual elenco o acesso a série C, podemos alcançar sim, mais não é mais uma obrigação, vamos priorizar a saúde financeira do clube, hoje temos nossas contas desbloqueadas, temos material humano, equipe técnica composta, temos uma divisão de base em atividade onde já podemos buscar peças que possa nos ajudar, não vamos cobrar nada desses garotos, mais temos esperanças em muitos deles e devemos iniciar nosso projeto de formar talentos e sem duvidas poderemos gerar frutos sim , a prova disso que hoje temos um atleta de 21 anos no Fortaleza e estamos em uma negociações com nosso lateral esquerdo Felipinho, foi destaque do Baiano, novo, está provando que tem um grande potencial e sem duvidas vai ser valorizado por uma equipe do futebol Brasileiro serie A ou B ou até mesmo estrangeira, isso prova que o trabalho está sendo bem feito até o momento e vamos da continuidade.

A situação financeira da instituição foi um motivo para a saída do treinador Agnaldo Liz, informamos que o clube tem em atraso Direito imagem de Julho e o mês de setembro que completou 15 dias de atraso (onde já foi pago), além das premiações que estão em aberto que foi por garantir a vaga na copa do Brasil e pré-nordeste!

A diretoria do clube analisa nomes para assumir o comando técnico da equipe, anunciamos aqui que o auxiliar técnico Zé Carijé assumirá o comando técnico da equipe interinamente até a contratação de um novo treinador, temos total respeito pelo profissional, confiamos no trabalho do mesmo e damos total apoio a ele falou Albino Leite.”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*