Vitória impôs a primeira derrota do Cuiabá em 2020, destaca Pivetti

"Foi uma vitória expressiva sim e contra uma equipe muito bem treinada"

O Esporte Clube Vitória conquistou um importante triunfo ao vencer na tarde deste sábado o Cuiabá pelo placar de 4 a 2, no Estádio Manoel Barradas, em duelo da oitava rodada da Série B do Brasileiro. Com a vitória, o Leão chegou aos 13 pontos e assumiu a sexta colocação, encostando no G-4, além disso, derrubou a invencibilidade do time de Marcelo Chamusca, último invicto da competição e agora 3º colocado com 14 pontos. Após a partida, o técnico Bruno Pivetti exaltou a vitória e definiu como “expressiva”, lembrando que o adversário estava invicto não somente na Série B, como também na temporada. O time comandado por Marcelo Chamusca ainda não havia perdido em 2020, e agora tem 10 vitórias, 5 empates e 1 derrota.

 

“Foi uma vitória expressiva sim e contra uma equipe muito bem treinada. Foi a primeira derrota dessa equipe no ano, não é que estava invicta na Série B, o Cuiabá estava invicto em toda a temporada. Nós temos que valorizar muito o nosso desempenho que vinha sendo bom, mas hoje conseguimos alinhar o desempenho com resultado expressivo e que nós já vínhamos fazendo por merecer há muito tempo”, destacou na entrevista coletiva.

O próximo compromisso do time de Bruno Pivetti é na sexta-feira (11), às 21h30, contra o Cruzeiro, no Estádio do Mineirão. O treinador espera que o time corrija os erros que vem cometendo defensivamente.

“Realmente a gente tem tomado alguns gols e cometidos erros nesse sentido. Somos extremamente criteriosos na avalição e sabemos o temos de corrigir. Existem duas formas de defender bem essas bolas aéreas, a primeira é matar na origem, ou seja, encurtar e tirar o cruzamento. A outra é estar bem organizado dentro da área, justamente para que você possa aumentar sua chance de defender essas bolas. E também, além desses dois pontos, existe a maneira que mais gosto, que é ficar com a bola na sua organização defensiva e você não sofre nenhuma outra possibilidade de ataque do adversário”, analisou.

 

 

Comentários:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*