Reunião entre CBF e clubes nesta segunda pode paralisar o Brasileirão

Presidente do Palmeiras cogita a suspensão do Campeonato Brasileiro

O Campeonato Brasileiro, que caminha para completar a sua 12ª rodada, corre sério risco de ser cancelado. A informação foi dada agora há pouco no programa Esporte Espetacular, da Rede Globo. Uma reunião entre a Confederação Brasileira de Futebol e dirigentes de clubes da Série A, estaria agendada para esta segunda-feira (28), onde será discutida a possibilidade de suspender a competição. Tudo começou após os casos de coronavírus no Flamengo e a insistência do clube para adiar o jogo contra o Palmeiras, que estava marcado para este domingo. CBF e  STJD negaram o pedido do Fla, porém, a Justiça acatou um pedido do Sindiclubes e adiou a partida alegando “risco excessivo de contágio”.

 

Após a decisão da Justiça de adiar a partida, o presidente do Palmeiras, Maurício Galiote, se posicionou, mais uma vez, de maneira contrária. Em entrevista ao GE, o mandatário reforçou mais uma vez a postura do clube de defender o regulamento do Campeonato Brasileiro e cogitou a paralisação do torneio. Em agosto, o Goiás, desfalcado de 15 jogadores por Covid-19, teve que jogar contra o Palmeiras e empatou no Allianz Parque. Além do Fla, o Fluminense também passa por um surto, porém, descartou pedir o adiamento do jogo.

Neste domingo, o Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro indeferiu o mandado de segurança impetrado pela CBF e manteve a decisão de adiar a partida, que estava marcada para as 16h (de Brasília). O presidente do Sindeclubes é José Pinheiro dos Santos, funcionário da segurança do Flamengo. Segundo ele, a ação foi tomada após pedido dos próprios empregados rubro-negros, porém, os jogadores do Palmeiras não foram consultados e em carta, reafirmaram o desejo de jogar. Com esta decisão, a próxima instância em que a CBF pode recorrer é no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*