Paulo Carneiro admite que errou em confusão com Vinícius e diz ser contra volta da torcida aos estádios

“Cometi a impropriedade de fazer aquilo. Não deveria fazer", disse

Em entrevista ontem (24) à Rádio Metrópole e novamente hoje ao programa Globo Esporte Bahia, o presidente do Esporte Clube Vitória, Paulo Carneiro, falou sobre a confusão com o meia Vinícius, no jogo do dia 26 de agosto, no Barradão, contra o Ceará, pela Copa do Brasil. Na ocasião, dirigente partiu para cima do jogador com xingamentos e ameaçadas, interrompendo a entrevista do atleta. O mandatário admite que errou e não deveria ter feito aquilo, porém, afirmou que não se arrepende. Ele acabou sendo punido com suspensão pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Ao GE, PC disse que tenta controlar o seu temperamento desde os 10 anos.

 

“Cometi a impropriedade de fazer aquilo. Não deveria fazer. Nada justifica o que fiz no nível que a gente quer levar o Vitória, reconheço, mas não arrependo. Não deveria ter feito”, disse o dirigente, em entrevista à Rádio Metrópole.

Sobre a possível volta da torcida aos estádios de futebol, Paulo Carneiro diz ser contra nesse momento e citou os números mais recentes divulgados pela Secretaria de Saúde do Estado sobre a situação da capital baiana diante da Covid-19.

“A gente fica completamente assustado. 47 mortes. Realmente é um número alto. Os órgãos de saúde sanitária da cidade, do estado e do governo federal entenderam que esse é o caminho, como tomou o Rio. Eu espero que o cidadão possa ter todas as precauções possíveis”.

 

Deixe seu comentário

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*