Flamengo tem 6 atletas com Covid-19, mas Conmebol descarta adiar jogo da Libertadores

Barcelona de Guayaquil e Flamengo se enfrentam nesta terça-feira

Foto: Maarcelo Cortes / Flamengo

Principal articulador junto com o prefeito Marcelo Crivella e a FERJ para o retorno do público nos Estádios do Rio de Janeiro, o Flamengo recebeu neste domingo (20) o resultado dos testes de coronavírus feito na delegação que está em Guayaquil, no Equador. Segundo informação divulgada pelo “ge”, seis jogadores foram diagnosticados com a Covid-19, sendo eles Diego Ribas, Mauricio Isla, Bruno Henrique, Michael, Matheuzinho e Filipe Luís. O vice-presidente do clube, Marcos Braz, também testou positivo. O clube aguarda as contraprovas para saber se poderá ou não utilizar os atletas na partida da próxima terça-feira contra o Barcelona de Guayaquil, pela quarta rodada do Grupo A da Libertadores.

 

A CONMEBOL, organizadora da Copa Libertadores, descarta adiar a partida. Segundo a confederação, o aumento para 50 inscritos por clube foi aprovado justamente pensando em casos como esse de contaminados e não há motivos para o adiamento. Todos os presentes no evento deverão apresentar teste negativo 24 horas antes do jogo. O Flamengo ainda não se manifestou oficialmente. Diante das circunstâncias, o clube deixou de sobreaviso todos os inscritos da base que estão no Brasil para que eles possam viajar a qualquer momento, caso seja necessário.

Barcelona de Guayaquil e Flamengo se enfrentam nesta terça-feira, às 19h15, no Estádio Monumental de Barcelona. O Fla é o segundo colocado do grupo, com seis pontos, enquanto os equatorianos ocupam a lanterna, com zero pontos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*