Ex-volante do Bahia fala sobre adaptação e objetivos no futebol turco

"A chegada foi até melhor do que eu esperava", disse Flávio

Negociado pelo Esporte Clube Bahia com o Trabzonspor, da Turquia, no final do mês de agosto, por R$ 8 milhões, o volante Flávio falou sobre sua adaptação no futebol turco após atuar em dois amistosos, deixando uma boa impressão com atuações de destaque nas partidas contra o Rizespor e o Samsuspor. Apesar do pouco tempo no país, o jogador afirmou que a chegada foi melhor do que esperava e o que atrapalhou um pouco no começo foi a questão do fuso horário. O time de Flávio se prepara para o início da Super Liga turca, na qual estreia contra o Besiktas, neste domingo.

 

“A chegada foi até melhor do que eu esperava. Fiz dois amistosos muito bons, o que já me deu confiança. Em relação à adaptação, o que pegou muito no começo foi a questão do fuso horário, isso me atrapalhou um pouco, não conseguia dormir. E a questão da língua. mas o clube tem brasileiros, tem tradutor. Logo já peguei isso, tirei de letra e já me sinto adaptado. Senti muita diferença na questão da intensidade. Aqui é muito mais intenso, mais duro, acho que foi a grande diferença nessa mudança por enquanto. Aqui o jogo não para, é lá e cá toda hora”.

Flávio também falou sobre os objetivos do Trabzonspor, atual campeã da Copa da Turquia e vice-campeã da Super Liga, ficando na frente de equipes como Galatasaray, Fenerbahçe e o Besiktas.

“A gente tem dois objetivos claros, que é defender a Copa da Turquia, que fomos campeões na temporada passada, e conquistar a Super Liga, o Campeonato Turco, na qual fomos vice-campeões na temporada passada. Domingo já temos um jogo difícil em casa, contra o Besiktas. Dá um frio na barriga, bate uma ansiedade, mas isso é antes do jogo. Quando começa, tudo isso vai embora e a gente já está concentrado e preparado para realizar uma grande partida”.

 

Comentários:

1 Comentário

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*