“Cruzeiro precisa entrar na Série B o quanto antes”, alerta Enderson

"Ficamos chateados, como o torcedor. Ficamos um pouco decepcionados"

Foto: Bruno Haddad

Adversário do Esporte Clube Vitória na próxima sexta-feira, em duelo marcado para 21h30 no Estádio do Mineirão, pela nona rodada, o Cruzeiro atravessa um momento complicadíssimo na Série B. Não vence há cinco rodadas, com uma derrota e quatro empates, e amarga o tímido 16º lugar com apenas 5 pontos, mesma pontuação do Figueirense, primeiro time dentro do Z-4. Nesta segunda-feira (07), o time mineiro teve a chance de encerrar o jejum de triunfos, porém, empatou com o CRB no Mineirão, em 1 a 1, aumentando a pressão em cima do grupo. O técnico Enderson Moreira criticou a postura da equipe após o duelo desta segunda e alertou que o Cruzeiro precisa entrar o quanto antes na competição, e de corpo e alma.

 

“A dificuldade da nossa equipe é manter regularidade, encaixar as peças, fazer jogos consistentes, melhores. Eu saio muito triste, porque a gente não provocou aquilo que a gente até fez no último jogo, de ser agressivo, finalizar muito, buscar o gol de maneira incessante. Essa falta de regularidade nos faz perder tantos pontos. O Cruzeiro precisa entrar na competição o quanto antes, entrar de corpo e alma, sabendo das dificuldades, daquilo que vamos enfrentar e errando o mínimo possível”

Vale lembrar que o Cruzeiro iniciou a disputa da Série B com menos seis pontos, por causa de punição da Fifa. Anulou a pontuação negativa logo nas primeiras rodadas, mas depois começaram os tropeços.

“Ficamos chateados, como o torcedor. Ficamos um pouco decepcionados, acho que o torcedor merecia uma partida melhor. Precisávamos merecer a vitória, finalizar mais, ser mais agressivo. Essa é a nossa insatisfação. Torcedor está com a razão. Futebol aquém do que o grupo, na minha concepção, pode entregar. Não podemos estar satisfeitos com o 1 a 0 diante do CRB e abrir mão de atacar.”

“Tenho conversado com eles, é preciso ter coragem para vencer os obstáculos. É só jogando para fazer da maneira que tem que ser feito. O que lamentamos muito é que há sinais bons em determinados momentos, mas oscilamos em outros e isso nos custa pontos importantíssimos. Isso traz carga maior, mas como profissionais da bola, temos que enfrentar. Decepcionante o resultado e a atuação da equipe. Já fizemos coisas melhores”

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*