Ceará cometeu menos erros e merecidamente foi campeão, diz Roger Machado

Técnico do Bahia não acha que o emocional atrapalhou o Bahia

Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Esporte Clube Bahia voltou a decepcionar os seus torcedores, que de certo modo (aqueles mais otimistas) até acreditavam quem sabe no triunfo por 2 a 0 que pudesse carregar a decisão para os pênaltis, no entanto, apático, o time tricolor sequer ameaçou quebrar a invencibilidade do Ceará e voltou a perder, agora por 1 a 0, ficando novamente sem o título da Copa do Nordeste e vendo o Vozão conquistar o bicampeonato invicto sob o comando do técnico Guto Ferreira. Bastante criticado pela torcida, o técnico Roger Machado em entrevista após o jogo falou que o Ceará cometeu menos erros e merecidamente foi campeão.

 

“Uma final de campeonato com dois times da Série A, que chegaram na final por mérito das suas campanhas nas etapas anteriores. Perder na final nunca é bom, ainda mais para um adversário do mesmo nível. Evidente que no placar agregado, pareceu haver uma superioridade em função do placar, porém, foram dois jogos decisivos em que prevaleceu quem cometeu menos erros e merecidamente o adversário se tornou campeão”, disse.

Roger também citou o nervosismo dos jogadores em campo, mas acredita que o emocional não atrapalhou o time. “É uma final. Jogo de nervos. Uma final em que qualquer erro pode proporcionar ao adversário muitas vezes uma vantagem emocional na partida. Não vi meus atletas sentirem o jogo do ponto de vista emocional. Podem não ter estado bem numa noite tecnicamente e isso também atrapalha a equipe”, falou o treinador do Bahia. 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*