Carrasco dos baianos, Ceará enche os bolsos ao despachar o Vitória da Copa do Brasil

Vovô não só garantiu vaga na 4ª fase da competição como faturou mais R$ 2 milhões

Foto: WALMIR CIRNE/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO

O Ceará virou um autentico carrasco dos times baianos. Nos últimos tempos não tem tido qualquer piedade com a dupla BA-VI. Foi campeão duas vezes em cima do Esporte Clube Bahia, sendo a última dentro de Pituaçu, local onde venceu duas vezes sem qualquer esperneio do tricolor de aço, e no último domingo não tomou conhecimento do até invicto Bahia aplicando 2 x 0 na Arena Castelão. Eliminou o Esporte Clube Vitória em quatro edições desta mesma competição (a mais recente esse ano, pelas quartas de final), e hoje despachou o Leão agora da Copa do Brasil com o placar agregado de 5 a 3 (1 a 0 na ida e 4 a 3 na volta). E o lucro não está somente na moral elevada e imposição de continuadas vitórias em cima dos baianos, como também no aspecto financeiro, que aliás, é o mais importante nesta época em que a maioria dos clubes vivem pela ausência de público nos estádios e redução das receitas.

 

Os valores têm início desde os ganhos por participar do torneio até os arrecadados ao superar o mata-mata. Com o resultado, o Alvinegro de Porangabuçu agora espera conquistar mais R$ 2,6 mi como índice da etapa atual – adversário será definido em sorteio da CBF.

A classificatória deixa a equipe nas oitavas de final, quando entram os clubes da Libertadores (Athletico/PR, Corinthians, Flamengo, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos e São Paulo), além dos campeões de 2019 da Copa Verde (Cuiabá/MT), Série B (RB Bragantino) e Copa do Nordeste (Fortaleza).

Confira o saldo obtido pelo Ceará até o momento:

1ª fase (participação): R$ 950 mil
2ª fase: R$ 1,03 milhão
3ª fase: R$ 1,5 milhão
4ª fase: R$ 2 milhões
Total: R$ 5,48 milhões

Cotas em disputa até a final
Oitavas: R$ 2,6 milhões
Quartas: R$ 3,3 milhões
Semifinal: R$ 7 milhões
Vice-campeão: R$ 22 milhões
Campeão: R$ 54 milhões

O duelo entre Vitória e Ceará teve todos os elementos de uma partida de futebol ao estilo alucinante. Foram 7 gols, 3 expulsões e 3 pênaltis. O Vitória chegou a abrir 2 a 0 no placar em apenas 15 minutos, com Léo Ceará e Thiago Carleto, mas teve dois jogadores expulsos (Léo Ceará e Vico), enquanto o Charles foi expulso pelo lado cearense. O Vovô teve um gol não marcado pelo árbitro e perdeu um pênalti com Rafael Sobis, mas iniciou a reação com Vinícius (de pênalti), empatou com Carleto (contra) e virou com Fernando Sobral. O Leão seguiu lutando e tentou uma reação com Jordy Caicedo, mas tomou outro com Lima, e perdeu por 4 a 3.

O próximo compromisso do Esporte Clube Vitória é no sábado (29), contra o Paraná Clube, às 16h30, no Estádio Manoel Barradas, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O Leão está invicto na competição, mas vem de quatro empates consecutivos e ocupa o 9º lugar com 7 pontos. Já o Ceará entra em campo no domingo (30), às 18h, contra o Atlético-GO, no Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira, pela 6ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série A. O Vozão venceu a primeira partida ao derrotar o Bahia, no último domingo, por 2 a 0, na Arena Castelão, mas segue na vice-lanterna com 4 pontos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*