Ex-atacante do Bahia vibra com chegada ao Cruzeiro: ‘Estou muito feliz’

No Bahia, Arthur Caíke era reserva e não teve o empréstimo renovado

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Na quinta-feira, o Cruzeiro apresentou oficialmente seu novo reforço, o atacante Arthur Caíke, que estava no Esporte Clube Bahia emprestado pelo Al-Shabab, da Arábia Saudita, mas com o fim do empréstimo acabou deixando a Cidade Tricolor, sendo repassado pelo clube árabe ao Cruzeiro, também por empréstimo até até 31 de janeiro de 2021 – data de encerramento da segunda divisão nacional. Em entrevista ao canal oficial do clube no YouTube, o jogador falou sobre os pontos fortes e suas características dentro de campo, especialmente a bola parada. Pelo Esquadrão, marcou alguns de falta, assim como na Chapecoense, onde teve grande destaque.

 

“Velocidade, técnica, bom passe, bom chute. Não sou tão alto, mas sempre saem gols de cabeça. O pessoal brincava comigo: ‘você, desse tamanhinho, consegue fazer tanto gol de cabeça assim? É pelo posicionamento também. A bola parada também, nos últimos anos tenho feito alguns gols de falta. Isso com muito treinamento. Passei a treinar mais em 2015, quando estive jogando a Série B pelo Atlético-GO. Lá fiz um gol de falta. Depois fui aperfeiçoando. Com os treinamentos, vamos melhorando a cada vez”.

Sobre o acerto com o Cruzeiro, o atacante não escondeu a felicidade de vestir a camisa celeste, ainda que num momento complicado e atuando na Série B do Brasileiro. Ele afirmou que não teve nem o que pensar na hora de aceitar a proposta.

“Quando surgiu a primeira conversa com o empresário sobre a possibilidade de vir jogar no Cruzeiro, já fiquei muito feliz em poder vestir essa camisa, de um dos maiores vencedores do Brasil, e o maior vencedor aqui de Minas. Pela história que tem o Cruzeiro, estou muito feliz por vestir essa camisa. É um gigante do futebol, que vive um momento diferente dos demais que estão na Série A. Mas é um time que, com o elenco que tem hoje, conta com grandes jogadores. Na hora de aceitar aqui, não tive nem que pensar. Não tenho meu pai, mas minha mãe acompanha muito e ficou feliz de eu vir para cá aceitar esse desafio. Se Deus quiser dará tudo certo”.

Natural de Barbalha (CE), Arthur Caíke do Nascimento Cruz foi revelado pelo Iraty e acumula passagens por Paraná, Coritiba, Londrina e Flamengo. Se destacou no Santa Cruz, em 2016, quando eliminou o Bahia na semifinal da Copa do Nordeste e levantou a taça regional, assim como o Pernambucano. Ele também foi um dos destaques da Série B de 2014, pelo Atlético Goianiense, terminando a competição entre os cinco maiores artilheiros do campeonato, com 12 gols. Chegou ao futebol árabe em agosto de 2018 e, até janeiro de 2019, marcou 6 gols em 15 jogos. A transferência internacional aconteceu após ser um dos principais nomes da Chapecoense por uma temporada e meia, com título catarinense e vaga à Taça Libertadores, em 2017.

Arthur Caíke ficou um ano no Bahia e foi quase um 12º jogador no time de Roger Machado, mas nunca chegou perto de se firmar como titular desde sua chegada, em fevereiro de 2019. No total, ele disputou 54 jogos, com nove gols marcados. Em 2020, entrou em campo nove vezes, mas não balançou as redes.

Deixe seu comentário

1 Trackback / Pingback

  1. Emprestado pelo Vitória, Caíque celebra oportunidade de jogar na Europa

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*