Transmissão do jogo do Flamengo no SBT não abalou a liderança da Globo

Globo perdeu no Rio de Janeiro para o SBT, porém, com diferença mínima

Foto: Arte/Lance!

Flamengo e TV GLOBO, ainda que parceiros em diversos Campeonatos Importantes, travaram e ainda vão travar batalhas notadamente após de editada a medida provisória (Chamada de MP do Flamengo ou MP dos direitos de transmissão) já que o clube foi o maior articulador com o governo para a tentativa de mudança. Aprovado na câmera de deputados, e aí sim, deve mudar a forma das vendas de transmissões esportivas, porém, apenas quando finalizar os atuais contratos com a emissora carioca. Já este ano no Estadual, TV e clube não chegaram a um acordo e o Flamengo utilizando da novidade que dá ao mandante o direito de transmissão, exibiu o jogo contra o Boavista (que tinha contrato com a GLOBO) e também contra o Volta Redonda pela semifinal do Campeonato Carioca.

 

A TV recorreu para a justiça, perdeu e como consequência, simplesmente cancelou de forma unilateral o contrato celebrado ainda que tenha honrado todos os compromissos. É claro que a batalha ultrapassa a fronteira do esporte entra de cabeça na questão política entre o Governo Jair Bolsonaro e seus apoiadores de ocasião contra a Globo.

Na última quarta-feira, a TV carioca no primeiro teste passou com tranquilidade. O Flamengo como mandante da decisão do Campeonato Carioca contra o Fluminense, pressionado por seus patrocinadores, negociou com o SBT a transmissão da decisão para todo o Brasil. No entanto, a Globo praticamente abalada, ainda que tenha perdido pontos no IBOPE na hora do Jornal Nacional, celebrou bons números por todo o Brasil. Na grande maioria das capitais brasileiras que puderam acompanhar a vitória do Flamengo sobre o Fluminense, a emissora do Rio levou a melhor até com grande vantagem.

De acordo o site UOL, baseando-se nos dados consolidados do Ibope, a Globo fechou com 27 pontos de Ibope, contra 15 do SBT. A Globo venceu com larga vantagem em capitais como São Paulo, Belo Horizonte, Belém e Fortaleza – este último com a transmissão do clássico entre Ceará e Fortaleza no mesmo dia do Fla-Flu. Na capital paulista, o principal mercado de TV do país e referência para investimentos publicitários, a Globo fechou com 31 pontos, contra 11 do SBT. Já em Minas, a TV Alterosa, afiliada do SBT no estado, conseguiu 12 pontos de audiência, contra 24 da maior concorrente.

No Pará, foi registrada a diferença ainda mais elevada. O jogo do Flamengo conseguiu ir bem, atingindo 17 pontos de média. Mas a Globo foi ainda melhor e marcou o dobro, cravando 34. Em Porto Alegre, a transmissão do jogo conseguiu 11 pontos de média contra 31 da RBS, parceira global, no horário. Em Recife e Salvador, o SBT conseguiu 11 e 9 pontos respectivamente, contra 31 e 25 da Globo.

O SBT obteve sucesso naturalmente no Rio de Janeiro (conseguindo também desbancar o Jornal Nacional que não perdia no ibope desde 2015), Brasília e Manaus, porém por breves momentos e por muito pouco. No Rio de Janeiro a diferença foi insignificante 26,2 x 26,1, com picos de 35 pontos em toda a região metropolitana fluminense. Em Brasília, SBT ficou com 18 pontos, contra 21 da Globo. Em Manaus, SBT chegou a atingir pico de 25 pontos, mas venceu a emissora carioca em alguns momentos da partida.

Deixe seu comentário!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*