Ceará e Fortaleza repetem Flamengo e Vasco e tentam forçar retorno do Cearense

"Uma situação constrangedora, que teríamos condição de evitar"

O retorno do futebol, mesmo em meio a terrível pandemia que só no Brasil já matou mais de 61 MIL brasileiros e contaminou cerca de um milhão e meio de pessoas, parece ser algo imperioso, quase uma TARA, um fetiche fundamental para alguns clubes. Flamengo e Vasco foram os primeiros exemplos. Pressionaram e com a ajuda do Presidente da República e da Federação Carioca de Futebol, e contando com o aval da prefeitura, retomaram o MORTO Campeonato Carioca. Os novos angustiados são Fortaleza e Ceará que após negativa do governador Camilo Santana para antecipação da volta do futebol no dia 6 de julho, comunicaram à Federação Cearense de Futebol a ideia jogarem o Estadual fora do Estado. Fora seria onde? Qual estado estaria disposto à sediar o clássico Guarany de Sobral x Caucaia? Seria o Rio de Janeiro com o pastor Marcelo Crivella na arquibancada? Não se sabe.

 

Curiosamente, o próprio Presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, taxou a ideia simplesmente como “constrangedora”. Segundo ele, é possível evitar essa situação com uma solução de antecipação da data de reinício do Estadual.

“Me falaram desse desejo ontem (quarta-feira, 1º). É inusitado. Temos mais seis clubes disputando o Cearense. Uma situação constrangedora, que teríamos condição de evitar com uma solução de antecipação da data de reinício do Estadual. Os clubes e locais de jogos estão prontos, com higienização, sanitização e testes PCR em todos os envolvidos (na operação de partidas), conforme comprometimento da FCF”, declarou o presidente ao jornal o POVO.

“Teremos poucas datas para realizar duas competições – Nordestão e Cearense. Os nossos cinco representantes dos Brasileiros A, C e D devem estar aptos a competir em meados de agosto, conforme desejo da CBF e assim teremos que dar condições a todos os oito clubes (do Estadual) de disputar com tranquilidade e preparo as partidas finais do Cearense 2020 na sequência do Nordestão, que faltam também cinco datas”, acrescentou o presidente.

A Copa do Nordeste está paralisada desde o dia 17 de março, e ainda faltam disputar toda a 8ª rodada da fase de grupos, e o mata-mata, composto por quartas de final, semifinal e a decisão. No atual regulamento, apenas a decisão é disputada em duas partidas, algo que pode mudar em decorrência do caos provocado pela pandemia do novo coronavírus, que suspendeu o calendário do futebol nacional.

Líderes do Grupo A, Bahia e Fortaleza são os únicos já garantidos de forma antecipada nas quartas de final. Botafogo-PB aparece na 3ª posição com 12 pontos e precisa de um ponto para se classificar. Quem fecha o G-4 é o ABC. CRB, com 8 pontos na 6ª colocação, tem chances remotas. Freipaulistano e River-PI já deram adeus. No Grupo B, ninguém ainda garantiu classificação ainda, porém, Confiança e Vitória estão com vaga encaminhada, precisando de um simples empate na última rodada. O Leão terá como adversário na 8ª rodada o Botafogo-PB, em João Pessoa, na Paraíba. Náutico e Ceará, ambos com 11 pontos, precisam vencer, afinal, o Santa Cruz aparece logo abaixo no 5º lugar com 10 pontos. Imperatriz, América-RN e CSA já estão eliminados.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*