Caçula do elenco do Vitória, volante de 18 anos ansioso pela estreia no time principal

Figueiredo chegou ao Vitória em 2017 aos 12 anos de idade

Foto: Letícia Martins / ECVitória

Presente em cinco jogos do time sub-23 no Campeonato Baiano antes da paralisação por conta do coronavírus, o volante Figueiredo foi promovido ao elenco de Bruno Pivetti após o fim da equipe de aspirantes. Caçula do grupo, o jogador de 18 anos não esconde a ansiedade para fazer seu primeiro jogo pelo time principal. O jovem atleta foi revelado na base rubro-negra e chamou a atenção da comissão técnica nos jogos do Campeonato Baiano Juvenil em 2019 e foi imediatamente integrado ao time sub-23 que iniciou o Baianão. De acordo com a comissão técnica, Figueiredo é um atleta de boa finalização de fora da área, dinâmica de jogo, passes em profundidade e intensidade física.

 

Baiano de Salvador, Figueiredo chegou ao Vitória em 2017 aos 12 anos de idade e após ser observado na Copa Metropolitana. “Foram quase dois meses de testes no ‘perônio’, (campo de areia do complexo esportivo Benedito Dourado da Luz) e cheguei a pensar em desistir. Mas fui insistente e estou aqui muito feliz, aguardando a minha oportunidade”, comenta o jovem talento.

Confiante, tem a convicção que agradou nos jogos realizados pelo aspirante no Campeonato Baiano e agora quer evoluir no time principal. “A expectativa é muito grande, espero que possa estar atuando da melhor forma, que o treinador possa me utilizar da melhor forma e que eu possa agradar o torcedor”.

Figueiredo preferencialmente gosta de atuar como primeiro volante, mas não tem dificuldades caso o treinador decida pela sua escalação mais avançado. “Faço os dois, tanto de primeiro volante como de segundo, mais solto. Minha defino como um jogador que tem uma boa bola parada, finalização de fora da área e bom passe longo e curto”.

Além de Figueiredo, o Vitória promoveu do sub-23 o volante Maykon Douglas, o meia Eduardo, o goleiro Yuri, e os atacantes Negueba, Eron e Caíque Souza. O zagueiro Carlos já estava no grupo principal e desceu para reforçar o aspirante, assim como o meia Matheus Tenório. Deles, somente o atacante Negueba não iniciou na formação rubro-negra. O atleta, destaque da Série C atuando pelo Globo, foi contratado no ano passado em uma parceria com o clube do Rio Grande do Norte.

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*