Sem receber salários, Hernane conversa com presidente e pode deixar o Sport

Hernane afirma ter conversado com o presidente do Leão, Milton Bivar

Apesar de ter conquistado o acesso à elite do futebol nacional, o Sport-PE vive um momento delicado financeiramente e em meio às dificuldades agravadas por conta da Covid-19, o clube está com dois meses de salários atrasados com o elenco e pode perder sua principal referência no ataque, o experiente atacante Hernane Brocador. Há quase três anos na Ilha do Retiro, o centroavante foi artilheiro do time rubro-negro na temporada passada e aceitou reduzir parte do salário para levar o clube de volta à Série A do Brasileiro. Dessa vez, no entanto, o momento é de pensar em si mesmo. É o que o diz o próprio atacante. Diante disso, Hernane afirma ter conversado com o presidente do Leão, Milton Bivar, para deixar claro que, caso receba oferta vantajosa de outra equipe, pretende deixar o Rubro-negro.

 

“Estou desde o dia 5 de agosto de 2018, quando cheguei no clube, que não recebo boa parte do meu salário. Então já pensei muito no clube. O presidente conversou e disse: “Hernane, se chegar algo que te agrade, você senta e me explica a situação, que nós vamos tentar resolver da melhor maneira”, disse ao site Globoesporte.

“Não só eu, como todos os atletas, sabemos a situação do clube, é um momento difícil. Infelizmente o presidente Milton pegou o clube em uma situação que falaram para ele que estava assim, e quando ele chegou e viu, até se assustou. Mas ele vem tentando fazer o possível para tentar honrar com as suas obrigações. Sabemos que é difícil. Temos algo a receber ainda, mas ele vem fazendo o possível para tentar honrar com as obrigações. Eu acho que nem é culpa dele, ele sentou na cadeira, assumiu as dívidas, mas já pegou o clube numa questão muito difícil”, afirmou.

Natural de Bom Jesus da Lapa, Hernane acumula passagens por Garulhos, Atibaia, São Paulo, Rio Preto, Toledo, Catanduvense, Paulista, Paraná, Mogi Mirim, mas foi no Flamengo seu melhor momento, sendo o maior artilheiro do futebol brasileiro no ano de 2013 marcando 36 gols em 58 jogos. Foi vendido ao Al Nassr da Arábia em 2014, mas não demorou por lá. Retornou ao Brasil para defender o Sport-PE e em 2016 acertou com o Bahia. No total em 3 anos de tricolor, foram 71 jogos e 31 gols anotados. Deixou o Esquadrão para defender o Grêmio em 2018, mas não se firmou por lá e retornou ao Sport-PE. Nas duas passagens de Hernane no Sport, o atleta se consolidou como ídolo da torcida e tem um desempenho de 33 gols, em 89 jogos.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*