Roger não se preocupa com diferença de datas no retorno dos clubes aos treinos

"Era impossível imaginar o retorno uniforme dos clubes", disse

Foto: Felipe Oliveira/Divulgação/EC Bahia

Em entrevista ao Expediente Futebol, do Fox Sports, na última quinta-feira, o técnico Roger Machado falou sobre o retorno às atividades presenciais. Segundo o treinador, a diferença de datas na volta dos treinamentos dos clubes não deve influenciar no rendimento das equipes. Ele, porém, se preocupa mesmo com o tempo de paralisação dos atletas. O elenco tricolor ficou quase 90 dias sem trinar no CT, apenas fazendo trabalhos em casa sob orientação do clube. A retomada aconteceu na última semana, seguindo um rigoroso protocolo de prevenção contra a covid-19. O Campeonato Baiano deve voltar em julho, enquanto Brasileirão está previsto para começar no dia 9 de agosto. O treinador afirma ser prematuro o retorno dos jogos nesse momento.

 

“Era impossível imaginar o retorno uniforme dos clubes aos treinamentos. Até pela diferença do avanço do Coronavírus em cada estado. Eu penso que se uma equipe treinar 30, 40 dias e a outra treinar o dobro do tempo, não vai ter muita diferença, pois estamos acostumados a um tempo curto de preparação aqui no Brasil. O que nos preocupa mesmo é o tempo que os atletas ficaram parados. Isso sim é anormal. Já são cem dias seguidos. (…) Agora, é prematuro o retorno das competições por tudo o que a gente está vivendo”, disse.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*