Presidente da Juazeirense dispara contra volta do Baianão: ‘Não somos cobaias’

"A Juazeirense e os campeonatos estaduais não podem ser cobaias da CBF"

Foto: Agência CH

Com a pretensão de retomar o Campeonato Baiano no mê de julho, a Federação Bahiana de Futebol (FBF) se movimenta para conseguir junto às prefeituras dos municípios do interior baiano a liberação dos treinamentos presenciais das equipes, para somente depois colocar em prática o planejamento para volta do Estadual. Com a autorização de Salvador, Camaçari e Feira de Santana, Bahia e Vitória já retomaram as atividades nos seus CT’s, enquanto Jacuipense, Fluminense e Bahia de Feira se preparam para retornar. No entanto, alguns clubes são contrários ao retorno do Baianão, caso do Vitória da Conquista, que diz não ter condições. O presidente da Juazeirense, Roberto Carlos, também se posicionou contra o retorno da competição. Segundo ele, os clubes e a FBF não podem ser cobaias da CBF.

 

“A Juazeirense e o seu presidente são contra o retorno do futebol nesse momento, principalmente o Baiano. O maior motivo deles é que estamos em plena subida da pandemia no país, a contaminação, o número de mortes. A Juazeirense e os campeonatos estaduais não podem ser cobaias da CBF. Eles querem fazer um teste com os estaduais para saber se vai dar certo fazer o Brasileiro em agosto. Nosso adversário é o coronavírus, nossa luta agora é pela vida e não jogar futebol. Fiz um levantamento e o mínimo para fazer um jogo de times pequenos como Juazeirense e Vitória da Conquista, que seria o próximo jogo, vai precisar de 133 pessoas no estádio. Isso é o mínimo. E o futebol é um esporte de contato físico. “, declarou em entrevista ao Bahia Notícias.

Roberto Carlos também explicou que só tem cinco jogadores vinculados à Juazeirense atualmente e ironizou afirmando que se for liberado jogador com cinco jogadores, vai estudar a possibilidade de voltar.

“Dos 32 jogadores que tínhamos no início do Baianão, só temos hoje cinco com contrato. Se a Fifa designar que pode fazer uma partida de futebol com cinco jogadores, aí vou estudar a possibilidade da gente retornar, porque não vou contratar jogador por três meses, por causa do regime da CLT, para uma competição que faltam dois jogos para a fase classificatória. Para os clubes que não tem competições para o segundo semestre, nós solicitamos uma ajuda à CBF e ela nem respondeu e disse que não recebia a correspondência. Como é que eles agora querem que a gente volte a jogar? Por isso que somos contra. Não estamos fazendo nenhuma movimentação aqui para voltar, porque também não temos condição de cumprir os protocolos de saúde que a CBF adotou. Fazer esporte dentro de gabinete com ar-condicionado é muito fácil. A CBF está vivendo em outro planeta, não está na Terra, está em Plutão, Júpiter, por aí. É uma verdadeira aberração à vida humana mandar voltar o futebol agora”, continuou.

 

Deixe seu comentário!

1 Trackback / Pingback

  1. Roberto Carlos sugere à CBF anular Estaduais ou mudar para novembro

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*