Ídolo do Vitória é diagnosticado com coronavírus, confirma esposa

Índio teve alta nesta sexta-feira e mulher também está sub suspeita

Foto: CORREIO

Ídolo do Esporte Clube Vitória e conhecido pelas comemorações irreverentes, principalmente pelas flechadas, o ex-atacante Índio estava internado em um hospital de Fortaleza (CE) e testou positivo para o coronavírus. A esposa do jogador confirmou a informação em entrevista ao site Bahia Notícias. Ainda segundo a publicação, apesar de ter a doença, o quadro não inspira gravidade e ele teve alta nesta sexta-feira (8) após dar entrada na última terça (5) com um quadro de pneumonia. De acordo com Meireany, Índio vai ficar em isolamento durante 15 dias, além de seguir o tratamento em casa. Ela também está sob suspeita por ter tido contato com ele.

 

“Só eu que posso fica próximo ele por também ser suspeita do vírus, mas eu estou bem e Deus está me dando forças e saúde pra cuidar dele. Hoje já está com aparência até melhor. Está reagindo bem aos medicamentos. Só não está falando muito porque cansa e os médicos falaram que é bom evitar”, explicou a esposa do ex-jogador.

Natural de Itatira (CE), Antônio Rogério Silva Oliveira, conhecido no futebol como Índio surgiu no Uniclic e acumula passagens por clubes como Guarani-CE, Ferroviário-CE, Maranguape, Gyeongnam (Coreia do Sul), Chunnam Dragons (Coreia do Sul), América-RN, Madureira, Tiradentes, Potiguar de Mossoró, Vitória da Conquista, Beira-Mar de Portugal, Ypiranga, Jacuipense, Alto Santo e Real Ariquemes, onde se aposentou em 2018. Índio teve duas passagens pelo Vitória, entre 2006 e 2008 e voltou em 2012, após empréstimo ao Gyeongnam, da Coreia do Sul. Nestes períodos, foi campeão baiano em 2007 sendo o artilheiro com 26 gols, além de conquistar dois acessos consecutivos no Campeonato Brasileiro.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*