Em nota, Talisca rebate versão da PM sobre live em Lauro de Freitas

PM teria encerrado o evento, porém, o jogador alegou problema familiar

Neste domingo, o meia Anderson Talisca, revelado pelo Bahia e atualmente no Guangzhou Evergrande, da China, realizava uma live com sua banda, Swing do T10, no município de Lauro de Freitas quando teve que encerrar o evento. Segundo publicação do site Bahia Notícias, o motivo do encerramento foi uma notificação da Polícia Militar, que vigora o toque de recolher das 20h às 5h desde a última sexta-feira. De acordo com a 52ª CIPM, em nota enviada pela assessoria de imprensa da PM, “não houve prisão. A unidade atuou em apoio à Força Tarefa do município de Lauro de Freitas que é composta pela Guarda Municipal, Corpo de Bombeiros, Settop, Semarh, Sedur e Polícia Civil”. 

 

A interrupção da live aconteceu após mais de mais de duas horas do evento. A transmissão ficou fora do ar por alguns instantes e, no retorno, Talisca justificou o fim da live por um problema que um familiar de um músico teria sofrido. “Aconteceu uma situação muito chata. Um familiar de um dos nossos músicos… Acabou acontecendo uma situação muito chata. Em respeito a esse músico, a gente vai encerrar a live aqui (…) Um músico nosso que a gente tem com muito carinho. Não vou falar o nome para não ficar chato, mas a gente vai respeitar isso. Estamos encerrando a live nesse momento”, declarou o jogador.

O jogador emitiu uma nota oficial através do perfil da banda no final da manhã desta segunda. No texto, reforça a versão apresentada para encerrar a live e diz que a emergência com o familiar do músico aconteceu no mesmo momento em que a Polícia Militar chegou ao local para notificar os responsáveis pelo evento.

Confira abaixo da nota oficial enviada pela assessoria de Anderson Talisca

A AT Music Produções esclarece que, diferentemente do que está sendo publicado na grande mídia, a live do Swing do T10, realizada neste domingo (17), num condomínio fechado em Lauro de Freitas/BA, não chegou ao fim por causa de autuação policial ou da Prefeitura de Lauro de Freitas, mas, sim, devido a uma situação emergencial de saúde, envolvendo um parente de um músico. Coincidentemente, neste mesmo momento, os fiscais da Prefeitura de Lauro de Freitas, acompanhados de Policiais Militares, fizeram uma abordagem de cunho educacional para solicitar explicações a respeito da atividade.

Neste momento, foi informado aos responsáveis pela força tarefa que a live era apenas mais uma ação promovida pela AT Music Produções com o intuito de arrecadar fundos para serem doados aos mais necessitados neste período de combate ao COVID-19.

De maneira muito tranquila e educacional, postura que mereceu os nossos parabéns durante e depois da ação, os responsáveis da força tarefa explicaram todos os detalhes do último decreto da prefeitura local e, como sempre fazemos, buscamos entender cada item do documento para cumprir fielmente as orientações nas próximas atividades.

Reafirmamos, então, todo nosso compromisso com a verdade, bem como com as instruções dos órgãos responsáveis pelo controle da pandemia, que tanto nos afeta. Com o apoio do nosso público e da própria Prefeitura de Lauro de Freitas, seguiremos com nosso planejamento de ações com fins sociais, entendendo que este é um momento de unir esforços e de ajudar aos que mais precisam.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*