CBF não vê necessidade de ‘mudanças estruturais’ em suas competições

CBF mantém Série A com pontos corridos e Estaduais

Apesar da paralisação do futebol brasileiro por tempo indeterminado devido à pandemia do coronavírus, a Confederação Brasileira de Futebol bateu o pé e garantiu a manutenção do Campeonato Brasileiro com pontos corridos e o mesmo número de rodadas. Segundo o secretário-geral Walter Feldman, a CBF não pensa em “mudanças estruturais” em suas competições, ainda que saiba da dificuldade que terá em arrumar calendário para realizar todos os torneios, além disso, pretende concluir os Campeonatos Estaduais.

“Nós não podemos especular. É até tarefa da imprensa levantar todos os cenários possíveis, mas, para nós, qualquer anúncio, neste momento, na avaliação da direção da CBF, particularmente da diretoria de competições, é a manutenção do calendário com os ajustes necessários, possíveis, para que possamos manter todas as competições. Neste momento, não avaliamos, não pensamos, não fazemos nenhum diagnóstico da necessidade de mudanças estruturais nos campeonatos brasileiros. Nós queremos a Copa do Brasil mata-mata. Nós queremos o Brasileirão pontos corridos e, se possível, com todas as rodadas existentes e previamente analisadas e lançadas no início da temporada”, disse.

Em relação aos Estaduais, o secretário-geral afirmou que o presidente Rogério Caboclo deseja, a partir de autorização do Ministério da Saúde, concluir os campeonatos já iniciados. Feldman não descartou o retorno do futebol com portões fechados.

“O presidente Rogério Caboclo, inclusive, fez uma declaração na reunião da Comissão Nacional de Clubes, composta por todos os clubes das divisões profissionais dos campeonatos brasileiros, e disse categoricamente que o desejo, neste momento, é concluir os campeonatos que se iniciaram e iniciar os campeonatos que ainda estão previstos no nosso calendário original. É evidente que isso só vai acontecer na medida que tenhamos autorização das autoridades públicas de saúde, mas o presidente Rogério disse de maneira muito clara: a partir da autorização, seja de maneira plena, seja de maneira parcial, eventualmente com portões fechados, será o primeiro dia neste novo calendário”, concluiu.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*