Camilo revela conversas com clubes das Séries A e B do Brasileiro

Camilo tava se destacando com a camisa do Mirassol

Foto: Marcos Freitas/Ag. Mirassol

Apesar das inúmeras incertezas quanto ao retorno dos campeonatos e da forte crise por conta da pandemia do coronavírus, os clubes seguem se movimentando no mercado e buscando reforços para a sequência da temporada que ainda não tem prazo para reiniciar. O meia Camilo, que chegou a ser especulado como possível reforço do Vitória no início do ano e atualmente defendia o Mirassol no Campeonato Paulista, revelou ter recebido sondagens de alguns clubes das Séries A e B. Um deles é o Vasco da Gama, que recentemente oficializou o ex-meia Ramon Menezes como técnico e a volta de Antônio Lopes, com quem Camilo trabalhou no Botafogo em 2016 e 2017.

 

Com passagens por Inter, Botafogo e Chapecoense, Camilo pode ser o terceiro reforço do Vasco que já anunciou Germán Cano e Martín Benitez. O armador de 34 anos vinha tendo um excelente início de temporada no Mirassol com 5 gols marcados e classificação encaminhada para as quartas de final do Estadual. Com vínculo no Mirassol até o fim de abril, Camilo confirmou ao site da Gazeta Esportiva que pode não voltar a jogar o Paulistão, já que seus representantes estão em contato com outras equipes. Outros clubes da Série A procuraram o jogador, assim como equipes da Série B, caso do Cruzeiro.

“Tem situação de outros clubes da Série B que também me procuraram. São duas grandes camisas. A situação com o Cruzeiro parou. Com o Vasco, meu representante vem mantendo contato. O Antônio Lopes trabalhou comigo no Botafogo. Pelo que eu sei, já mantiveram o primeiro contato. Em relação a isso, há expectativa de ver qual é a conversa. Eu só tento me preparar bem em casa para saber a resposta dos meus representantes”, completou Camilo, que vem fazendo sua preparação física no Rio de Janeiro.

Revelado no América-RJ, Camilo acumula passagens por Cruzeiro, Santo André, Grêmio Barueri, Ceará, América-MG, Nanchang FC da China, Botafogo-SP, Avaí, Mirassol, Sport-PE. Mas seu melhor momento foi vestindo a camisa da Chapecoense, em 2014 e 2015, com 66 jogos e 9 gols marcados. Deixou Chapecó em 2016 para jogar no Al-Shabab da Arábia Saudita, mas não demorou por lá e com apenas 10 jogos, retornou ao Brasil para defender o Botafogo. No Fogão, entrou em campo 57 vezes e anotou 7 gols. Foi contratado pelo Internacional em 2017, mas não deslanchou no colorado. Foram 20 partidas em 2017 e 24 em 2018, apenas um gol marcado. Iniciou 2019 no Colorado, mas após 7 jogos foi repassado a Chapecoense, onde atuou 28 jogos e anotou um gol.

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*