Zagueiro e volante falam sobre desmanche do elenco da Juazeirense

Kanu foi contratado pela Juazeirense no início do ano

Foto Moysés Suzart Ascom Juazeirense

Na última quarta-feira (18), o presidente da Juazeirense, Roberto Carlos, anunciou a dispensa do elenco e comissão técnica devido a suspensão do Campeonato Baiano em razão da pandemia do coronavírus. A medida foi tomada também por outros clubes, caso do Doce Mel, Fluminense de Feira, Vitória da Conquista e a equipe de aspirantes do Esporte Clube Vitória. No caso do Atlético de Alagoinhas, os contratos foram suspensos, mas não rescindidos. Contratado no início do ano como a principal contratação da história do Cancão de Fogo, o zagueiro Kanu lamentou o desmanche do elenco, mas destacou a importância de se cuidar nesse momento e seguir as recomendações das autoridades.

 

“Aqui encontrei um excelente grupo de jogadores formado por homens e uma diretoria correta. Fico triste por saber que a nossa caminhada em busca do título foi interrompida dessa maneira. O importante nesse momento é se cuidar. Todos nós devemos seguir as recomendações das autoridades e nos protegermos e proteger nossos familiares. Quem sabe, num futuro próximo esteja de volta a essa terra tão acolhedor”, ressaltou o zagueiro.

O volante Waguinho, um dos principais jogadores do elenco, também falou sobre o assunto. “É uma decisão muito difícil, que chega a doer. Ainda mais para nós jogadores, que estamos desempregados, sem saber quando retornaremos às atividades. Embora dura, a decisão anunciada pela diretoria é a mais acertada. Não só pela paralisação do campeonato, mas, sobretudo, pela ameaça desse vírus que assombra o mundo todo”, disse Waguinho.

 

 

Deixe seu comentário

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*